Capitão da Polícia Militar é assassinado durante tentativa de roubo

27/04/2011 08:58

 

 Foto:Tchelo Figueiredo/Folha do Estado

Peritos da Polícia Civil checam corpo do capitão
Celino, momentos após o assassinato
 

Um capitão da Polícia Militar, identificado como Celino da Costa Sampaio, 50 anos, foi assassinado no começo da tarde desta terça-feira (26) em frente à casa em que morava no bairro Jardim Imperial, em Várzea Grande.

O motivo do crime, de acordo com vizinhos, que não preferiram não se identificar, seria um pacote contendo cerca de R$ 10 mil que estava em poder do capitão Sampaio, do Batalhão de Operações Especiais. “Os caras estavam numa moto, e mal deixaram ele chegar em casa e já foram em cima dele pedindo o dinheiro, mas ele reagiu e tentou sacar uma arma, acho que já pelo instinto de ser policial, né?”, disse uma das testemunhas.

Como os ladrões estavam em dupla, conseguiram levar a melhor sobre o capitão, que acabou atingido na nuca.

A Polícia Civil vai trabalhar com a hipótese de latrocínio – roubo ou tentativa de roubo seguido de morte – mas ainda deve investigar o caso em busca de mais informações, disse o chefe da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos de Várzea Grande, delegado Márcio Alegria.

A própria PM fez um rápido cerco aos veículos utilizados pelos suspeitos – de acordo com informações da polícia e das testemunhas, a dupla chegou em uma moto mas depois se utilizou de um carro pra tentar fugir – e conseguiu prender, além da dupla, outros três suspeitos de envolvimento no crime. Todos estão presos e prestando depoimento neste momento na (Derf) de Várzea Grande.

De acordo com as informações do comandante do 4º Batalhão, tenente-coronel Manoel Santos, o policial tinha ido com a esposa até a agência do Bradesco no bairro do Porto em Cuiabá, onde sacou o dinheiro. A família do capitão, de acordo com informações de moradores próximos, era dona de uma loja de roupas e por isso realizava rotineiramente esses deslocamentos de quantias razoáveis de dinheiro.

Após os aproximadamente 10 quilômetros do trajeto entre o banco e a casa do Capitão-PM Sampaio, “ele foi abordado pelos criminosos, que pediram a bolsa da esposa, que estava com o dinheiro. Logo após pegar a quantia em dinheiro, dispararam um revólver calibre 38 na nuca do capitão. Levaram a pistola dele antes de fugir”, disse o comandante.

Outro policial, que chegou momentos depois do disparo, encontrou o capitão ainda com vida. Esse policial acionou uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Em vão.

“A ambulância ainda chegou, mas não pôde fazer nada. A esposa dele nos informou que pediu desesperadamente para eles não atirarem, mas os criminosos ignoraram e executaram a vítima”, disse.

Fonte:Folha do Estado


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!