Crise por tremor piora e Japão reforça equipes em busca de sobreviventes

13/03/2011 12:20

O Japão enfrenta uma crise humanitária crescente e numa escala que não se vê desde a Segunda Guerra, depois que o terremoto deixou milhões de pessoas sem eletricidade, água potável, aquecimento e até sem as casas. Começa a chegar a ajuda de outros nações.

Autoridades previram no domingo que o número de mortos pode superar a casa dos 10 mil e a nação já mobilizou 100 mil soldados para entregar água, comida e combustível para aquecimento. Eles também vão ajudar no resgate de sobreviventes de suas casas inundadas. Mais de 450 mil pessoas foram evacuadas.

É um dos maiores esforços de resgate das tropas de auto-defesa japonesas, que dobrou o número de tropas que ajudou nas buscas no sábado.

'Eu quero acreditar que ainda há sobreviventes', disse Masaru Kudo, um soldado enviado para ajudar os sobreviventes em Rikuzentakata, uma vila de 24.500 habitantes na província de Iwate, no norte, que foi praticamente inteira destruída.

Dois dias depois que bairros inteiros desapareceram sob ondas que engoliram ao menos 5 mil casas, Rikuzentakata é uma das muitas cidades que enfrenta tanto uma contagem de mortos crescente assim como uma redução rápida das provisões de água, comida, e combustível.

'Água, comida, gasolina e querosene estão todos em falta,' disse o prefeito de Rikuzentakata, Futoshi Toba.

No país todo, aproximadamente 1,8 milhão de casas ficaram sem energia, disse o ministério japonês da saúde, trabalho e bem-estar social.

AJUDA ESTRANGEIRA

O Japão recebeu ofertas de ajuda de 69 países, disse o ministério das relações exteriores.

Um porta-aviões americano que está estacionado perto da costa nordeste do país iniciou uma missão de resgate com helicópteros japoneses e americanos carregando mais de 30 mil porções de comida de emergência.

A Coreia do Sul está enviando uma equipe de resgate de aproximadamente 100 pessoas.

A equipe chinesa de 15 pessoas chegou no domingo, segundo a agência Xinhua, trazendo consigo quatro toneladas de equipamento de resgate, inclusive seus próprios geradores e unidades de telecomunicações móvel.

A equipe foi direto para a região mais afetada pelo terremoto para ajudar na busca dos sobreviventes, disse a Xinhua.

O governo da Austrália ofereceu hospitais de campo autônomos e equipes de identificação de vítimas, com dois aviões de transportes militares com equipes de busca e resgate, assim como cães farejadores para encontrar sobreviventes.

O governo da Índia está pronto para enviar aviões cheios de cobertores de lã para ajudar os sobreviventes a combater o frio nas regiões afetadas, segundo o secretário de relações exteriores Nirupama Rao, que falou com o embaixador japonês em Nova Déli.

O primeiro-ministro Manmohan Singh já havia oferecido ajuda ao Japão 'de qualquer maneira necessária.'

Fonte:Olhar Direto


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!