Forte terremoto volta a atingir o Japão

07/04/2011 12:25

Cientistas americanos afirmam que magnitude foi de 7,1; alerta de tsunami foi cancelado

Lee Jin-man/007.04.2011/APLee

Hóspedes de hotel checam seus telefones celulares após terremoto que deixou a ilha de Ichinoseki às escuras


Um forte terremoto, de magnitude 7,1, voltou a atingir o nordeste do Japão nesta quinta-feira (7), quase um mês depois do violento tremor de 9 graus que provocou uma vasta destruição no país asiático no último dia 11 de março. O novo terremoto aconteceu na costa da Província de Miyagi, mesma região que ainda sofre as consequências do evento do mês passado.

O Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS) informou que o epicentro do tremor desta quinta-feira ocorreu a uma profundidade de 49 km e a 66 km da cidade de Sendai, às 23h32 locais (11h32 de Brasília). O USGS chegou a informar, em um primeiro momento, que o tremor havia sido de 7,4 graus.

A agência meteorológica japonesa informou que houve vários tremores secundários após o terremoto desta quinta-feira.

O tremor desta quinta-feira aconteceu a 116 km de Fukushima, onde fica a usina nuclear danificada após o terremoto seguido de tsunami de 11 de março e que até hoje gera preocupações com relação a uma possível tragédia relacionada a um vazamento radioativo.

Autoridades japonesas afirmaram, no entanto, que não identificaram até o momento novos danos nem mudanças nos níveis de radiação registrados na central nuclear.

 

Alerta de tsunami foi cancelado

Autoridades chegaram a disparar um alerta de tsunami na região, que acabou cancelado cerca de uma hora e meia após o terremoto. Antes disso, a televisão estatal japonesa NHK havia recomendado repetidas vezes que as pessoas que nas regiões onde o alerta de tsunami havia sido emitido fossem para áreas mais altas, segundo a agência de notícias Reuters. 

A France Presse informou que técnicos que trabalham tentando conter o vazamento na central nuclear de Fukushima também receberam ordem para deixar o local, como medida de precaução.

A agência de notícias Associated Press informou que, na ilha de Ichinoseki (costa nordeste) prédios balançaram, e móveis e objetos caíram. Mas não houve danos pesados às edificações. Logo depois do tremor, a ilha ficou sem eletricidade, mas havia carros e pessoas nas ruas.

Há relatos de feridos na Província de Miyagi, grande parte por causa de acidentes domésticos relacionados ao tremor, informou a rede americana MSNBC.

A companhia de eletricidade japonesa Tepco informou que houve apagões também na cidade de Sendai. Segundo a MSNBC, autoridades locais relataram o registro de pequenos incêndios.

Até o momento, as autoridades japonesas já encontraram quase 12 mil corpos de vítimas do terremoto seguido de tsunami do dia 11 de março. Outras cerca de 16 mil permanecem desaparecidas.

Fonte:R7


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!