Gaddafi exige que aliados cessem "agressão selvagem" contra a Líbia

29/03/2011 07:22

 

Onda de Revoltas O ditador líbio Muammar Gaddafi exigiu nesta terça-feira que a coalizão internacional cesse sua "agressão selvagem" contra a Líbia e insistiu mais uma vez que seu país não enfrenta nenhum problema e que há apenas "uma luta contra a Al Qaeda".

Em carta divulgada pela agência oficial líbia Jana e destinada ao chamado "grupo de contato sobre a Líbia", que se reúne nesta terça-feira em Londres, Gaddafi assegurou que os aliados estão "exterminando" o povo líbio.

O ditador comparou as ações da coalizão internacional com "a invasão da Europa por Hitler e o bombardeio do Reino Unido" e avaliou que se encontram "à margem da carta das Nações Unidas".

"Não há nenhum motivo interno que tenha gerado nenhuma crise na Líbia. O poder está nas mãos dos líbios, o petróleo é propriedade do povo e as armas também. Não há poder", indicou.

Gaddafi disse que seu regime aceita toda decisão da União Africana (UA) e do comitê desta organização voltado a tratar da crise líbia.

Além disso, destacou que seu país abandonou o programa nuclear, se uniu à aliança internacional contra o terrorismo, freou a emigração ilegal em direção a Europa e desempenhou um "papel importante" na manutenção da paz na África.

Fonte:Folha.com


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!