Indios de Mato Grosso vão responder a questionário do Censo do IBGE

09/08/2010 15:37

Pela primeira vez, Censo do IBGE vai contemplar as línguas indígenas.

Fonte: Redação site TVCA 04 de Agosto de 2010

Começou, no dia 1 de agosto, o Censo Demográfico de 2010, o primeiro totalmente informatizado do país. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) vai visitar todos os domicílios brasileiros, sem exceção. Isso inclui também os povos indígenas, que até mesmo nos lugares mais remotos receberão a visita dos recenseadores. Para tanto, serão usados todos os meios necessários, incluindo barcos e aviões, para se chegar a estes domicílios, onde quer que eles se localizem.

Duzentos e vinte mil aparelhos PDA (coletor eletrônico de dados) serão utilizados pelos recenseadores para pesquisar as características dos domicílios, as relações de parentesco, fecundidade, educação, trabalho, renda, cor, raça e religião. Após realizar as entrevistas nos domicílios, cada recenseador leva o PDA até um dos 7 mil postos de coleta do IBGE, para transmitir os dados. Essa operação deve ocorrer pelo menos uma vez por semana.

O trabalho é realizado com o objetivo de definir a população brasileira e suas características socioeconômicas. O resultado da pesquisa servirá de base para o planejamento público e privado da próxima década. O Censo 2010 envolve o trabalho de aproximadamente 230 mil pessoas, sendo que, destas, 191.972 percorrerão os 58 milhões de domicílios do país.
População indígena

De acordo com os dados do IBGE/2000, existem 735 mil índios, que representam 0,43% da população brasileira. No Brasil há 2.760 setores censitários em terras indígenas, sendo 855 deles no Amazonas. Cada setor censitário representa uma unidade territorial estabelecida, para fins de controle cadastral, formado por área contínua, situada em um único quadro urbano ou rural, com dimensão e número de domicílios que permitam o levantamento por um recenseador. Assim, cada recenseador procederá à coleta de informações, tendo como meta a cobertura do setor censitário que lhe é designado.

Nas aldeias, os recenseadores são orientados a procurar a liderança local, para que comunique aos moradores que o Censo está sendo feito e a importância que ele tem, para que as pessoas recebam e respondam corretamente. Se for necessário haverá um guia que fale a língua da aldeia, que pode ser um intérprete cedido pela Funai ou pela Funasa, embora seja possível haver moradores na aldeia que falem português.

O critério utilizado na pesquisa para identificação dos indígenas será o mesmo do Censo de 2000, o método da autodeclaração, que é consagrado internacionalmente. A diferença do trabalho em 2010 está no questionário, no qual foram incluídos alguns quesitos. Dentre eles estão: o material predominante nas paredes externas e a forma de abastecimento de água utilizada na aldeia ou fora dela. Outro diferencial é que o IBGE vai investigar a língua falada dos povos indígenas, variável que pela primeira vez faz parte da pesquisa.

O Censo acontecerá até o dia 31 de outubro, os dados da pesquisa começarão a ser conhecidos já no final de novembro, quando os resultados serão apresentados ao Tribunal de Contas da União (TCU) para definir o reparte de verba do Fundo de Participação dos Municípios.

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!