Lideranças da frente de oposição a Silval se reúnem nesta segunda-feira

28/03/2011 07:43

As lideranças do Movimento Mato Grosso Muito Mais se reúnem nesta segunda-feira (28) sob o comando do senador Pedro Taques (PDT) para manter as discussões sobre a frente de oposição criada para ‘bater de frente’ com o governo de Silval Barbosa (PMDB).

A expectativa está em saber se o deputado federal Valtenir Pereira, presidente regional do PSB, comparecerá ao encontro, pois se posicionou contrário ao grupo e considera prematuras as discussões sobre as eleições municipais de 2012.

Em rota de colisão com o empresário Mauro Mendes (PSB), desde o ano passado, o parlamentar socialista tem optado por manter a harmonia com o governador, fazendo a política de boa vizinhança e pediu cautela aos correligionários. Valtenir agora tem mais uma ‘adversária’ dentro do próprio partido, que é a deputada estadual Luciane Bezerra (PSB). Ela tem deixado clara sua insatisfação com a atuação do presidente da legenda e afirmou que Mendes é o candidato natural da sigla para Prefeitura de Cuiabá.

Outro partido do grupo que enfrenta problema é o próprio PDT do senador Pedro Taques. Devido as brigas internas, em Mato Grosso não foi possível formar a Comissão Provisória Regional para dirigir a legenda nos próximos seis meses. A sigla sofre o risco de passar por uma intervenção nacional e apesar do parlamentar liderar a frente de oposição, a posição não é unânime na sigla.

Por outro lado, o grupo se fortaleceu com a chegada do PSDB que aderiu a frente de oposição este ano. Os tucanos encontraram no grupo as condições necessárias para fazer ‘renascer’ a sigla que ficou enfraquecida após as eleições de 2010, com a derrota do ex-prefeito de Cuiabá, Wilson Santos (PSDB), na disputa ao governo do Estado.

Além disso, o PPS também parece se manter firme no movimento sob a liderança do deputado estadual Percival Muniz (PPS), presidente regional da sigla, que, por sinal, vem exercendo muito bem o papel de oposição na Assembleia Legislativa e incomodado o governador com as ácidas críticas à gestão estadual.

O movimento também fez convite aos Democratas, que também foram oposição a Silval nas eleições, mas o DEM aderiu ao governo com a ida do deputado José Domingos Fraga (DEM) para a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar (Sedraf).

A reunião está marcada para as 14 horas no escritório do senador Pedro Taques, no Edificio America Business, localizado na Avenida do CPA, em Cuiabá.

Fonte:Olhar Direto


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!