MP constata precariedade de ônibus e suspende circulação da frota escolar

08/02/2011 07:19

Fonte: 24HorasNews

O promotor de Justiça de Campo Verde, Marcelo Santos Alves Corrêa realizou no último dia 4, uma vistoria nos veículos que fazem parte da frota escolar de Campo Verde, formada por ônibus de propriedade do Município e também de empresas terceirizadas. Alguns ônibus estavam em situação precária, apresentado problemas como pneus desgastados, lataria em más condições, bancos em mau estado de conservação e falta de cinto de segurança, equipamentos exigidos pelo Código Brasileiro de Trânsito.

Pelo menos quatro veículos da frota municipal e três de uma empresa terceirizada foram impedidos de circular. O promotor  não quis falar sobre o assunto. Segundo assessores, ele ainda aguarda um relatório que está sendo produzido pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran). Só depois irá se pronunciar sobre o caso.

A  vistoria foi feita em razão de denúncias que vinham ocorrendo e que estavam sendo investigadas pelo Ministério Público.  A primeira delas, segundo o que foi informado foi com relação aos preços pagos às empresas pelo serviço de transporte dos alunos.

Também estava sendo investigada a superlotação dos ônibus. Segundo as informações, veículos com capacidade para 40 passageiros estariam circulando com 70 ou até 80 estudantes. Por último a denúncia fazia referência às más condições e ao tempo de uso dos veículos. Pelas regras do Processo de Licitação, apenas veículos com 10 anos de uso podem fazer o transporte. Alguns não estariam atendendo a essa exigência.

As aulas na rede municipal e estadual de ensino começaram hoje (7) em Campo Verde. De acordo com as informações, alguns alunos não compareceram ao primeiro dia de aula devido à falta de transporte. Na Escola Municipal São Lourenço, de acordo com a direção, a quantidade de alunos faltosos foi pequena.


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!