PM abrirá concurso para 2 mil soldados

01/02/2011 08:14

Comando anunciou que lançará ainda este mês edital para novo concurso público. Meta é alcançar 4,5 mil soldados até o fim de 2013
 

 
Sem dizer números, comandante disse que muitos policiais vão pedir aposentadoria ainda este ano

Este mês a Polícia Militar lançará novo edital de concurso público para seleção de mais 2 mil soldados. A previsão do Comando Geral da PM é que as inscrições sejam abertas na segunda quinzena do mês.

Os primeiros mil aprovados devem ingressar no curso de formação em agosto, assim que os 1,2 mil selecionados no segundo semestre de 2010, que há duas semanas foram chamados para a academia, concluírem o curso de formação.

No final de 2011, os outros mil aprovados no concurso começam a ser preparados para o trabalho policial. Atualmente, a capacitação dos soldados está dividida por Comando Regional.

Na Academia de Cuiabá são treinados somente aqueles que vão atuar nos Comandos Regionais I e II, responsáveis pelo policiamento de Cuiabá, Várzea Grande e municípios próximos. O mesmo acontece com os soldados aprovados para IV Comando Sul, sediado em Rondonópolis, e os que optaram por trabalhar nas demais unidades policiais.

O comandante-geral da PM, coronel Osmar Lino de Farias, explicou que a meta do governo do Estado é de selecionar 4,5 mil soldados até o final de 2013. Isso, em preparação para a Copa de 2014, quando o Estado espera ter um efetivo de 10.500 homens, quase o dobro do atual, que não passa de 6 mil policiais.

De acordo com Farias, entre o lançamento do edital para início das inscrições e o ingresso na academia demora em média de quatro e cinco meses. Esse processo inclui testes físicos, médicos, apresentação de documentos e outras exigências que os candidatos precisam cumprir.

Por causa disso, a PM quer um bom número de candidatos selecionados para que esses possam ingressar na academia assim que a turma anterior concluir o curso. A formação de soldados na Polícia Militar demora em média cinco meses.

É a primeira vez, pelo menos nas últimas duas décadas, que o Estado traça um programa de seleção continuada de policiais. A expectativa do Comando da PM é que essa medida possa amenizar o problema das aposentadorias.

Sem precisar números, o coronel Farias disse que este ano muitos policiais que ingressaram na PM entre 1980 e 1985 estão completando o tempo de trabalho para pedir aposentadoria

 

Fonte: Diario de Cuiabá


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!