Projeto Banda Larga nas Escolas Públicas Urbanas

13/12/2010 16:49

 

O Projeto Banda Larga nas Escolas Públicas Urbanas tem por objetivo levar a internet, em banda larga, a mais de 64 mil escolas públicas urbanas do País. De acordo com estimativas do Ministério da Educação, mais de 50 milhões de alunos - 86% dos estudantes brasileiros - serão beneficiados pelo projeto, viabilizado a partir da combinação de esforços da Presidência da República, da Casa Civil e dos Ministérios da Educação, das Comunicações e do Planejamento Orçamento e Gestão. A gestão do Projeto é feita em conjunto pelo MEC e pela Anatel, em parceria com as Secretarias de Educação estaduais e municipais.

O projeto conta, ainda, com a participação das concessionárias de telefonia fixa - Telecomunicações de São Paulo S.A, Telemar Norte Leste S.A, Brasil Telecom S.A, Companhia de Telecomunicações do Brasil Central e Sercomtel S.A - Telecomunicações. Cabe à Anatel a fiscalização e o acompanhamento da implantação e da execução do projeto, lançado em 2008, quando as concessionárias firmaram com a Agência Termo Aditivo aos Termos de Autorização para prestação do Serviço de Comunicação Multimídia, fixando prazos e estipulando padrões de qualidade para a conexão das escolas públicas à internet.

Pelo aditivo, todas as escolas públicas urbanas deverão ser conectadas à internet até o final de 2010 e o serviço será mantido, de forma gratuita, até 2025. O projeto inclui todas as escolas públicas urbanas de ensinos fundamental e médio, além das escolas públicas urbanas de formação de professores - vinculadas à União, aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios.

Conforme o cronograma estipulado em Anexo ao Termo Aditivo, 40% das escolas foram conectadas até o fim de 2008, outras 40% foram ligadas em 2009 e as 20% restantes, em 2010. Além de instalar conexão à internet em alta velocidade (um megabits de download) nas escolas, as concessionárias devem oferecer ampliação periódica da velocidade, a fim de manter a qualidade e a atualização do serviço durante a vigência do aditivo firmado com o Governo Federal. Todas as escolas públicas urbanas criadas entre 2011 e 2025 também serão atendidas pelo Projeto.

Fonte:Anatel


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!