Quadrilha rouba 900 dinamites de empresa

11/06/2011 07:56

Mineradora foi invadida no interior com alvo específico. Explosivos podem ser utilizados por assaltantes na violação de caixas-eletrônicos
 


 
Em MT ainda não há registro de terminal explodido, apenas aberto no maçarico, mas fora daqui é praxe

Fonte:Diário de Cuiabá

Uma quadrilha fortemente armada – cerca de 10 homens - invadiu, na noite de quinta-feira, uma mineradora na cidade de São José do Rio Claro (320 quilômetros da Capital), onde renderam os vigias e conseguiram roubar 900 bananas de dinamite. Os bandidos teriam fugido em caminhonetes levando toda a carga. Uma das suspeitas é de que o explosivo seja utilizado para detonar caixas-eletrônicos, possivelmente em outros estados. Até agora, os arrombamentos de caixas de autoatendimento em Mato Grosso ocorreram através do uso de maçaricos.

Peritos do Instituto de Criminalística (IC) se deslocaram na parte da manhã até a mineradora em busca de pistas que identifiquem os criminosos. A polícia acredita que os criminosos já tivessem informações a respeito do funcionamento da empresa.

Segundo policiais da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) que também seguiram para São José, os bandidos seriam os mesmos que, no último domingo à tarde, invadiram o e escritório da fábrica de cimentos Votorantim, na localidade da Guia, e fizeram dois vigias e três funcionários reféns.

O alvo dos criminosos seria o depósito de dinamite da empresa, mas nada encontraram. Os ladrões, para não ficar no prejuízo, roubaram um caminhão-baú da empresa e levaram equipamentos de informática e aparelhos de ar-condicionado do escritório.

Sem pressa, os ladrões fizeram duas viagens. Os vigias estimam que os bandidos levaram produtos avaliados no total de cerca de R$ 1 milhão. O assalto ocorreu por volta das 17 horas de domingo, mas as vítimas só conseguiram se livrar das cordas no início da madrugada de segunda-feira e acionar a polícia.

“Em princípio, não temos informações do roubo de dinamite na fábrica de cimento, mas também não temos a confirmação nem positiva nem negativa”, informou um policial.

Segundo os vigias, que registraram queixa na Delegacia de Polícia da Guia, dois deles foram rendidos pelos bandidos que invadiram o escritório localizado a cerca de 20 quilômetros em estrada de chão, vindo pela rodovia.

Os bandidos teriam chegado em veículos, mas os vigias disseram que não ouviram barulho algum de automóvel. Inicialmente, foram rendidos dois e, quando chegaram os demais para a troca de turno, também foram rendidos. Em seguida, todos foram amarrados e trancados numa sala.


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!