Rondonópolis (MT) - Médico chora e denuncia: "O caos está instalado na saúde pública" (ver vídeo)

02/04/2011 16:08
Fonte:Escrito por Jornal da Globo   
Sáb, 02 de Abril de 2011 15:40

Apenas um médico ortopedista trabalhou nessa sexta-feira (1º) no Hospital Público de Rondonópolis, (220 km de Cuiabá). Os demais ou se demitiram ou não foram trabalhar porque estão em greve e acabou sobrando para os pacientes.

O único ortopedista de plantão desabafou ao resumir o drama dos pacientes e dos que procuram atendimento de urgência. “As pessoas pensam que médico não tem coração”, disse Leolino Araújo. “O caos está instalado. Parece que o governo não tem preocupação com o que está acontecendo. Há muito tempo a gente está lutando para evitar essa situação”, acrescentou.

Após o desabafo, o médico mostrou a situação de um paciente que sofreu um acidente: um mototaxista teve a perna esmagada e precisava de cirurgia, mas o ortopedista disse que não há médicos e nem estrutura no hospital. “Eles querem fazer saúde desse jeito. Chegamos ao extremo”, reclamou...

O mototaxista só conseguiu ser operado 6 horas e meia após o acidente, depois de intervenção do Ministério Público (MP).


Dos nove ortopedistas do hospital, só Leolino trabalhou. Em greve, os médicos reivindicam reajuste salarial e a contratação de mais profissionais.

Direção do hospital

A diretora do hospital, Rosana Zucatto, falou sobre o problema. “A secretaria entende que esse é o número necessário para atender a demanda. Mas a urgência não vai deixar de ser atendida”, afirmou.

Ministério Público

O MP informou que vai requisitar informações do Estado. “Acredito na solução porque o caso é gravíssimo. Rondonópolis não pode mandar seus casos de ortopedia para Cuiabá”, disse o promotor Ari Madeira.


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!