Última etapa da campanha de vacinação contra febre aftosa em MT é prorrogada até 15 de dezembro

05/12/2010 23:40

O prazo para os pecuaristas comunicarem a vacinação às 138 Unidades Locais de Execução do Indea instaladas em todo o Estado estava programado para 10 de dezembro, sendo que agora todos os prazos terminam no dia 15 (término da vacinação e comunicação).

O término da última etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa em Mato Grosso, programado para 30 de novembro de 2010, foi prorrogado para 15 de dezembro. Os pecuaristas do Estado, por meio da Federação da Agricultura e Pecuária (Famato), protocolaram um documento no início deste mês junto ao Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea/MT), reivindicando um prazo maior para a vacinação. O Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa), responsável pela vacinação em todo país, comunicou a Diretoria Técnica do Indea na tarde desta sexta-feira (26.11), que tanto a vacinação como a comunicação junto às Unidades de Locais de Execução do órgão deve ser feita somente até o dia 15 – A Famato havia solicitado a comunicação no dia 31 de dezembro.

A última etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa começou em 1º de novembro e a princípio iria até o dia 30 deste mês. O prazo para os pecuaristas comunicarem a vacinação às 138 Unidades Locais de Execução do Indea instaladas em todo o Estado estava programado para 10 de dezembro, sendo que agora todos os prazos terminam no dia 15 (término da vacinação e comunicação). Há que ser ressaltado que para os pecuaristas da região de fronteira e no Pantanal Mato-Grossense o prazo final de comunicação continua no dia 17 de dezembro.

Segundo a Famato, os fatores que justificam a prorrogação são vários, entre eles que os animais foram muito castigados pelo longo período de seca em Mato Grosso. Conforme a entidade, se por um lado as águas ajudam no crescimento de massa verde da pastagem, por outro, torna o manejo de cerca de 28 milhões de cabeças ainda mais difícil, acarretando estresse nos animais.

O presidente do Indea-MT, Valney Sousa Corrêa, disse que assim que o documento da Famato chegou em suas mãos no mesmo dia já foi encaminhado um parecer à Superintendência do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa), com sede em Cuiabá, para que fosse avaliada a solicitação, pois o Indea entende a necesssita dos pecuaristas. “Essa prorrogação do prazo da vacinação é fundamental para os produtores, que estavam preocupados com o bem estar dos seus animais, que em função de um longo período de seca estavam muito sofridos. Assim, esse prazo um pouco mais estendido vai beneficiar tanto os produtores como o Estado, pois certamente o índíce de 100% dos animais vacinados será mantido”.

Na última fase é obrigatória a vacinação dos animais de todas as idades, sendo que na etapa de maio foram vacinados 11.557.116 do rebanho de bovinos e bubalinos de 0 a 24 meses de idade, e 99,69% de animais foram vacinados.

Fonte:A Semana no Araguaia


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!