Acusações em protesto contra suspensão da eleição em Curvelândia

05/09/2011 09:03

A população de Curvelândia realizou neste domingo, dia 4, um grande protesto contra a decisão do Ministro Marco Aurélio de suspender as eleições diretas em Curvelândia, no Oeste do Estado, perto da fronteira com a Bolívia. A manifestação é atribuída ao candidato Eli da Farmácia, do Partido da República, cuja pesquisa registrada no TRE disparava na frente com 72% dos votos validos enquanto o adversário do (PP) Irmão Maury estaria com apenas 28%.

Os partidários de Eli acusam  o grupo de  Maury de ter atuado junto ao  candidato derrotado em 2008, Gilson Martins, para que entrasse com pedido de liminar junto ao TSE pedindo a suspensão da eleição direta em Curvelândia, tendo em vista que seria derrotado nas urnas.

A Força Nacional, Policia Federal, Gefron e Policia Militar estavam presentes no protesto com a finalidade de assegurar o direito de expressão e manifesto do povo curvelândense.

 A população de Curvelândia esta assustada com tantas ameaçadas de morte que lideranças vêm sofrendo. Diversos Boletins de Ocorrência já foram registrados no núcleo de Policia Militar de Curvelândia. O população não quer aceitar a decisão do ministro Marco Aurélio e promete que vai fechar a rodovia federal BR 174 no distrito de Caramujo, esta rodovia liga o Brasil com o norte do pais.

Fonte:24 Horas News


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!