Ataque deixa 13 guardas de fronteira egípcios mortos

06/08/2012 09:12

Fonte:SRZD

 

Um ataque contra um posto de controle, situado próximo à fronteira entre Egito e Israel, deixou pelo menos 13 guardas de fronteira egípcios mortos, de acordo com fontes médicas. As fontes informaram também que homens vestidos de beduínos do Sinai chegaram em dois veículos e abriram fogo contra o posto. O posto de controle fica na região do terminal de Karm Abu Salem.

O Sinai é o local com os balneários mais concorridos do Egito e é povoado, em grande parte, por beduínos, que eram perseguidos e marginalizados pelo regime do ditador Hosni Mubarak. A região vive um clima de insegurança desde a queda do ditador, em fevereiro do ano passado. A região também passa por situação delicada divido à baixa presença do Exército após a desmilitarização do setor, que aconteceu com os acordos de paz entre Israel e Egito no ano de 1979.

Em um ano, o gasoduto que atravessa o norte do Sinai e alimenta Israel e Jordânia foi alvo de 15 atentados. O número de vítimas do ataque ainda não pode ser considerado exato, já que as fontes médicas afirmaram que foram 13 mortes e a polícia local reconhece 15 óbitos.


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!