Cidade "mais bem policiada" de MT não consegue inibir a criminalidade

19/09/2011 08:52

Cáceres, na região Oeste de Mato Grosso, é uma das mais bem policiada de Mato Grosso: conta com cerca de 50 agentes federais, patrulheiros rodoviários federais, além de homens da Força Nacional, policiais civis, cerca de 400 homens da Policia Militar, e ainda 900 homens do Exercito Brasileiro. Mas nem mesmo todo esse efetivo tem inibido as ações de bandos no município. A cidade tem sido duramente atacada pela criminalidade.

Não bastassem essas tentativas de roubos aos bancos, o município é apontado como um dos mais violentos do estado. Dois crimes de maior repercussão na cidade ainda não foram elucidados – a morte do estudante Mário Florentino Muniz Junior, o Tripa, que teve seu corpo desovado no distrito do Facão e ainda a estudante Cristiane Elias, que foi executada com disparos de pistola na cabeça e teve o corpo queimado após a execução, a exemplo de Tripa, a jovem também foi desovada no Facão.

Na cidade há três juízes que estão sob proteção. Eles estariam sendo intimidados por facções criminosas que atuam no narcotráfico na região da fronteira.

A ousadia é tanta na fronteira que até a construção da sede da Policia Federal, está paralisada há dois anos. A empreiteira contratada deu calote nos operários e abandonou a obra. Ou seja, nem a PF é respeitada, a área onde seria a futura sede da delegacia, um matagal toma conta de um amontoado de tabuas podres e lajes expostas ao sabor do tempo.

Para se ter uma idéia do quadro, em menos de 10 dias a Policia Militar teve que se desdobrar para conseguir impedir três tentativas de roubos a caixas eletrônicos e ainda arrombamento de um cofre na Agencia do Banco da Amazonia, área central da cidade. Três homens estão presos sob acusação tomar parte de uma quadrilha especializada nesse tipo de ação criminosa.

Fonte: 24 Horas News


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!