Compra de veículos novos deve ser analisada

23/01/2012 08:32

Autor:Fabiana Reis 

Fonte:GD

No começo de ano, concessionárias de todo o país começam a esvaziar os estoques de veículos para receber os modelos de fabricação 2012. Anunciam descontos irresistíveis e por isso mesmo, os consumidores devem estar atentos para fazer um bom negócio e não “levar gato por lebre”. O Instituto Brasileiro de Estudo e Defesa das Relações de Consumo (Ibedec) afirma que os descontos nos veículos 2011/2012 podem chegar a 15%.

Conforme o instituto, os consumidores têm que prestar muita atenção nas propagandas, uma vez que veículos 2011/2012 significam que eles foram fabricados em 2011 e o modelo é 2012, diferentemente dos automóveis 2012/2012, cujo ano de fabricação já está explícito e em algumas concessionárias sequer chegaram.

Assessor jurídico do Ibedec em Mato Grosso, Antônio Carlos Tavares de Mello, afirma que os veículos 11/12 são mais baratos porque sofrem desvalorização por já ter passado o ano de fabricação e que novos ainda estão chegando ao varejo. “Ao sair da concessionária o carro já perde valor. Então, o consumidor deve ter a consciência do negócio que está fazendo e pleno conhecimento do acordo que está fechando”.

Agora se o consumidor optar por comprar o veículo e fabricação 11/12 ele tem que ter em mente que na revenda o carro ficará mais barato, porque na hora de negociar um carro, um dos fatores mais importantes é o ano de fabricação. Ainda de acordo com o advogado do Ibedec, o cliente tem que prestar bastante atenção no contrato fechado, com os opcionais escolhidos e cumpridos pela concessionária.

“É importante prestar atenção na garantia, porque em muitos casos elas são longas e condicionadas a várias revisões, o que acaba encarecendo a compra”, diz Mello ao complementar que na hora da aquisição o consumidor tem que montar uma espécie de dossiê, que pode ser usado em um momento que ele achar que foi lesado.

Sobre a compra do veículo modelo 11/12, o representante de uma concessionária em Cuiabá que preferiu não ter o nome divulgado, afirma que é normal os carros de fabricação do ano anterior serem vendidos mais baratos que o do ano que começa já que os veículos novos serão ofertados pelo preço da nova tabela. 

Já sobre o percentual de desconto, ele afirma que vai depender da marca e do modelo do automóvel. “Mas o consumidor tem que saber também que ele está pegando um carro com um ano de fabricação, porém zero quilômetro, diferente da compra de um carro com um ano de uso, que tem o preço mais baixo ainda”.

Um consumidor, que não quis ser identificado, afirma que demorou 7 meses para comprar o veículo novo e optou por um de fabricação 11/12. “Ficou mais barato e vai atender às minhas necessidades. Analisei o custo, o beneficio, preço na revenda, economia , manutenção, etc”. Ele também pesquisou em várias concessionárias e comprou em uma loja que teve até R$ 1 mil de desconto.


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!