Empreiteiras temem quebra por falta de pagamento do governo do Estado

13/05/2012 08:22

Fonte:Olhar Direto/ Autor: Renê Dióz                                                                                                                                          Foto: Sincop

 

Empreiteiras temem quebra por falta de pagamento do governo do Estado

“De mamando a caducando, está todo mundo quebrando”, resumiu o presidente do Sindicato da Indústria da Construção Pesada em Mato Grosso (Sincop), Alexandre Schutze, sobre a situação das empreiteiras que prestam serviços ao governo do Estado. De acordo com o líder sindical, têm sido recorrentes as reclamações das empresas por falta de pagamento do governo pelas obras desde o inicio do ano.

A falta de pagamento referente às medições dos serviços prestados pelas empreiteiras já foi alvo de indignação do setor no início do ano. Em janeiro, a redação do Olhar Diretorecebeu denúncia anônima de um representante das pequenas empresas responsáveis por obras de pavimentação no interior do Estado alegando que o governo estaria cometendo um verdadeiro “calote” capaz de quebrar as empreiteiras de pequeno e médio porte

À época, o suposto calote era estimado em cerca de R$ 10 milhões e o Sincop confirmou a situação a partir de reclamações recebidas de diversos sindicalizados.

Desta vez, as reclamações são de empresas de todos os portes, segundo Schutze, das pequenas às grandes. Ele admite que o problema de pagamento por parte do governo é recorrente em todo início de ano, mas a situação nunca chegou a tamanha gravidade em maio. 

“Eles [o governo] dizem que não têm orçamento, o que é corriqueiro. Todo começo de ano é assim naturalmente, mas já passou dos limites. É inadmissível que o governo não regularize seu orçamento até maio”, criticou o sindicalista, em conformidade com nova denúncia anônima recebida pelo Olhar Diretonesta semana. 

A reportagem procurou a Secretaria de Transporte e Pavimentação Urbana (Setpu) na última sexta-feira (11) para pedir esclarecimentos sobre a falta de pagamento às empresas responsáveis pelas obras da pasta, mas ainda não obteve resposta. 

Mais informações em instantes


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!