Fagundes "desmente" Pagot e diz que não defendeu Delta

22/04/2012 09:06

 

Por meio de nota, parlamentar diz que "sempre atuou em prol da população"

 

Arquivo / Câmara Federal

 

Luiz Pagot e Wellington Fagundes: entrevista à Época causou desgaste político

Fonte:Midia News

O deputado federal Wellington Fagundes (PR) desmentiu, por meio de uma nota, as declarações de Luiz Antônio Pagot, ex-diretor do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), dadas à Revista Época

Pagot disse que Fagundes defendia interesses da Construtora Delta, que será alvo de uma CPI no Congresso que investigara suas relações com o bicheiro Carlinhos Cachoeira. 

Pagot disse que o parlamentar "fez pressão para que o DNIT diminuísse o rigor no episódio em que se decidiu pelo desmanche dos trechos da BR-163 (Serra de São Vicente) que estavam com a camada de concreto fora das especificações".

"Jamais fiz qualquer interferência para facilitar ou diminuir as exigências impostas à empresa contratada. Estive várias vezes no Dnit para reivindicar a conclusão dessa obra. Todas as audiências realizadas no órgão contaram com a presença de assessores, prefeitos e da imprensa, que podem testemunhar que nunca estive tratando de interesse desta ou de qualquer outra empresa", disse. 

Segundo Fagundes, a pavimentação do trecho acima citado deveria ter sido entregue à população há quase um ano. "Ela está praticamente pronta e o dinheiro público foi aplicado", disse.

A citação de Pagot à revista praticamente inviabilizou as pretensões de Fagundes de assumir a Secopa (Secretaria Extraordinária da Copa do Pantanal). Ele foi indicado pelo PR para substituir Eder Moraes, demitido nesta semana pelo governador Silval Barbosa (PMDB).

No cargo, Wellington Fagundes buscaria vizibilidade, principalmente na Grande Cuiabá, para tentar disputar o Senado, em 2014.

Veja a nota enviada pelo parlamentar à imprensa:

"Em atenção à matéria publicada no site da Revista Época, onde o ex-diretor-geral do Dnit, Luiz Antônio Pagot, teria dito que pressionei o Departamento em favor da empresa Delta no que se refere às obras na BR-163 (trecho da Serra de São Vicente), esclareço que jamais fiz qualquer interferência para facilitar ou diminuir as exigências impostas à empresa contratada. Como representante da população de Mato Grosso, estive várias vezes no Dnit para reivindicar a conclusão dessa obra.

Quero destacar que todas as audiências realizadas no órgão contaram com a presença de assessores, prefeitos e da imprensa, que podem testemunhar que nunca estive tratando de interesse desta ou de qualquer outra empresa. Ao contrário, sempre atuei tão somente em prol do Estado e da população.

A pavimentação do trecho acima citado deveria ter sido entregue à população há quase um ano. Ela está praticamente pronta, o dinheiro público foi aplicado, mas os benefícios para a população ainda não se efetivaram. A BR-163 é uma das mais importantes vias de escoamento da produção agrícola de Mato Grosso e eixo de ligação entre o Norte, Sul e Sudeste do País. O trecho da Serra de São Vicente é considerado um dos pontos mais críticos dessa rodovia pelo grande volume de caminhões de cargas e de veículos de passageiros. Entre os resultados das más condições de trafegabilidade, estão inúmeros acidentes que já tiraram a vida de centenas de pessoas.

Como parlamentar, continuarei a reivindicar a conclusão dessa obra para que a população de Mato Grosso e todos os usuários da rodovia possam ser beneficiados.

Muito obrigado.

Deputado Federal Wellington Fagundes".


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!