Gêmeos siameses estão na UTI

15/10/2012 08:10

Após cirurgia de separação que ocorreu na segunda os bebês foram encaminhados para UTI, apenas um deles está entubado

Escrito: Jaqueline Hatamoto
 

As crianças nasceram portadoras da Síndrome de Notocórdio
Após a cirurgia de separação que se estendeu até o início da tarde de segunda-feira (15), os gêmeos siameses Cristopher Henrique e Nicolas Samuel foram encaminhados para a UTI do Instituto da Criança no Hospital das Clínicas, em São Paulo, e estão sob cuidados médicos.
De acordo com informações do pai das crianças Celso Henrique, a cirurgia correu dentro do esperado pela equipe médica, “os médicos disseram que a cirurgia foi bastante delicada e arriscada, mas tudo foi dentro do esperado, agora é torcer para que eles fiquem bem” - disse via telefonema na manhã de terça-feira (16).
O pai ainda ressaltou que os médicos ainda não descartaram os riscos de morte, “como foi um procedimento muito delicado, eles ainda correm risco de morte, mas estão reagindo bem, e os médicos acreditam que eles conseguiram superar esse momento que é o mais difícil” - explicou o pai.
De acordo com Celso, um dos bebês já acordou e outro ainda segue entubado. “O Cristopher, já acordou e não está mais entubado, mas ainda está na UTI devido ao risco de infecção. O outro o Nicolas ainda não acordou e está entubado, os médicos disseram que ele é o que expira mais cuidados” - ressaltou.
As crianças nasceram portadoras da Síndrome de Notocórdio. Caracterizada pela duplicação caudal usada para descrever a separação incompleta de gêmeos monozigóticos. A probabilidade de gêmeos nascerem assim é de 1/100 mil. E a principal preocupação da família em relação a cirurgia é que os bebês compartilhavam alguns órgãos como o genital.
De acordo com o pai um dos bebês ficou com genital e no outro foi colocado uma sonda e cada um dos bebês ficou com uma perna. “O Cristopher foi o que ficou mais completinho e também ficou  com o órgão genital, já o Nicolas está com uma sonda, e cada um ficou com uma perna e futuramente eles devem passar por novas cirurgias de reparação” - ressaltou o pai.
Os médicos não disseram quanto tempo os bebês devem ficar na UTI e nem quanto tempo será necessário para a recuperação da cirurgia de separação, por tanto não há uma data marcada para a realização de outras cirurgias e nem para a alta das crianças. “Os médicos disseram que agora depende só das crianças mesmo” - disse Celso Henrique emocionado.

 

Pais precisam de ajuda da população
Sem previsão de volta para Primavera do Leste os pais dos gêmeos siameses devem continuar em São Paulo. Em contato telefônico na manhã de terça-feira (17) o pai das crianças pediu ajuda de toda população. “Os gastos aqui são muito grandes, fomos encaminhados para uma casa de apoio aqui mas fica muito longe e não tem como ficar indo e voltando, então tivemos que nos instalar em um hotel próximo ao hospital e a nossa situação financeira não está nada boa, peço mais uma vez a ajuda de toda população  neste momento tão difícil” - disse Celso Henrique.
Pessoas que puderam colaborar podem entrar em contato com o pai das crianças pelo telefone (11) 9 -5770-9818.
Ou então fazer o depósito direto na conta poupança na Caixa Econômica.
Dados: Agência: 3927 – Operação 013 - Conta Poupança: 6151-4 – CPF: 032.596.781-40 em nome de Celso Henrique dos Santos.

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!