Homem careca com câncer é confundido com bandido pela PM em São Paulo

03/08/2012 08:15

 

O fotógrafo contou que tentou esclarecer para os policiais sobre a doença. “Foda-se você e sua quimioterapia”, respondeu-lhe um tenente

Fonte:Correio

 

O fotógrafo Lecio Panobianco Jr.,   52 anos, denuncia que foi humilhado por policiais militares, na última segunda-feira, por causa de sua aparência. Segundo Panobianco, ele foi obrigado por soldados a passar duas horas em pé na avenida Sapopemba (Zona Leste de São Paulo), diante de seus vizinhos, com uma submetralhadora apontada para o abdômen, sendo xingado aos gritos de “ladrão sem vergonha”, “careca safado”  e “vagabundo”. 

Panobianco justificou que  tem aspecto doentio, perdeu os cabelos e está fraco devido ao tratamento de quimioterapia para combater um câncer grave na região inguinal. “Eu sinto muito frio na cabeça, por isso ando sempre de gorro. Percebi que o tenente não gostou da minha aparência. Até reconheço que pareço um dependente, um drogado. Mas minha droga é a quimioterapia”, disse. 

O fotógrafo contou que tentou esclarecer para os policiais sobre a doença. “Foda-se você e sua quimioterapia”, respondeu-lhe um tenente, afirma ele. A abordagem da PM foi motivada pela denúncia de uma mulher que viu um homem estranho no seu carro e chamou a polícia.

Quatro carros da Força Tática chegaram ao local, Panobianco conversava com um pedreiro. A mulher apontou para o fotógrafo e disse: “Foi ele”. Depois da confusão, ela  admitiu que não tinha certeza da sua acusação. Panobianco disse que irá à Corregedoria fazer uma denúncia. A PM informou que vai averiguar a veracidade da informação.


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!