Homem é preso acusado de armar emboscada contra policiais

18/08/2012 09:02

 

Escrito :Por Welington Sabino, fonte: GD
Divulgação/ Comando Regional 8
Agnaldo Dezidério foi preso com uma espingarda, que segundo PMs foi usada para atirar contra a guarnição

Agnaldo Dezidério, 35, foi preso em Aripuanã (1.002 Km a noroeste de Cuiabá) acusado de ter armado uma emboscada e atirado contra policiais militares que faziam uma varredura em uma comunidade rural para combater crimes de pistolagem, desmatamento ilegal, caça predatória e invasão de terras praticada por grileiros. O suspeito foi preso com uma espingarda calibre 28, e segundo policiais militares do Comando Regional 8 que participaram da ação, ele confessou ser o autor dos disparos e afirmou ainda que pretendia fotografar todos os policiais para matar todos posteriormente.

O confronto, com direito a tiroteio, foi registrado na tarde desta quinta-feira (16) e o suspeito preso na mesma tarde com uma câmera fotográfica fazendo fotos dos militares que participavam da Operação Desarmamento deflagrada na quarta-feira (15). De acordo com a Polícia Militar da região, a comunidade rural conhecida como Projeto Filinto Muller é alvo de intensa ação de pistolagem.

Ainda conforme os policiais que participaram da operação, eles foram encurralados pelo acusado quando efetuavam rondas em uma região de mata. Para impedir a ação dos PMs, Agnaldo bloqueou a estrada com pedaços de troncos de árvores, além de efetuar vários disparos de arma de fogo em direção a viatura que atingiram as portas traseira e a carroceria. Relatos policias indicam que houve intensa troca de tiros, porém os militares conseguiram avistar o suspeito fugindo em meio à mata usando uma motocicleta.

A prisão do suspeito só foi realizada horas mais tarde quando as guarnições abasteciam as viaturas em um posto de combustível. Momento em que Agnaldo foi flagrado cm uma câmera tirando várias fotos dos policiais. Reconhecido como o autor da emboscada, ele foi preso, e segundo a versão da PM registrada no boletim de ocorrências número 649, Agnaldo confessou ser responsável pela emboscada, pelos tiros e afirmou que pretendia matar um a um os policiais que participavam da ação. Ele foi algemado e conduzido para a delegacia da Polícia Civil.

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!