Homens que atearam fogo em amigo são presos pela Polícia Civil em Jauru

09/10/2011 09:20

O estado de saúde da vítima é considerado grave
 

Dois homens acusados de envolvimento em uma tentativa de homicídio qualificado, com a utilização de álcool para queimar a vítima, foram presos no município de Jauru (425 km a Oeste), na quarta-feira (425 km a Oeste), pela Polícia Judiciária Civil.Eles também vão responder por apropriação indébita e roubo circunstanciado.

Reginaldo Anacleto, 26 anos, Carlos Roberto Andrade dos Santos, foram presos em uma estrada, a 40 quilômetros da cidade, durante fuga. Reginaldo Anacleto e Diego Marques Cordeiro, 24, atearam fogo no amigo e vítima, Vinicius Henrique Soares, 22. O crime aconteceu na terça-feira (04.10), na residência de Diego, onde todos consumiam drogas. Em determinando momento, Diego e a vítima começaram a discutir e entraram em vias de fato.

De acordo com o delegado, Fábio Beccardi, durante o interrogatório Reginaldo afirmou que Diego queria mais dinheiro para comprar entorpecente e Vinícius não quis dar. Durante a briga, Diego pediu uma faca para matar Vinícius. Reginaldo, então, entrou na casa de Diego e pegou um recipiente com álcool e jogou em Vinicius e Diego, em seguida, pegou um isqueiro que estava em seu bolso e ateou fogo na vítima e nele próprio. O fogo acabou atingindo os dois.

A vítima ficou gravemente queimada e Diego também foi queimado quase que na mesma proporção. Ambos estão hospitalizado. Diego deverá ser intimado para prestar esclarecimentos na Delegacia assim que sair da Unidade de Tratamento Intensivo do hospital regional de Cáceres.

O terceiro envolvido, Carlos Roberto, disse não ter ligação com a tentativa de homicídio, que apenas tentou apagar o fogo dos dois jogando-lhes um balde de água. Em seguida ele pediu a motocicleta do vizinho e prestou socorro a Diego, foragindo em seguida com Reginaldo. “Depois foi uma sequencia de crimes”, disse o delegado Fábio Beccardi.

Em ato continuo, Carlos e Reginaldo dirigiram com a motocicleta emprestada (apropriação indébita) até a cidade de Pontes e Lacerda, mas o combustível do veículo acabou e moto foi abandonada. Eles roubaram outra motocicleta Honda Bros 125, de cor vermelha, de um sitiante que passava pelo local, para seguirem em fuga.

Em Pontes e Lacerda, os acusados negociaram a motocicleta roubada do sitiante com um traficante da região, com intuito de trocar por drogas. “Toda a negociação foi feita, contudo, quando foram receber o combinado, acabaram sendo rendidos pelo traficante, que levou a motocicleta sem cumprir o trato”, destaca o delegado.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social / PJC


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!