Idoso morre durante assalto na mesma padaria onde seu irmão morreu em circunstâncias semelhantes

23/07/2012 08:18

Fonte: O dia         Autora:POR ANGÉLICA FERNANDES  

 

Rio -  O quinto assalto em menos de 40 dias a uma padaria em Vaz Lobo, na Zona Norte do Rio, terminou com a morte de um idoso e deixou um homem ferido na manhã deste domingo. Desde o dia 24 de junho, a Padaria Encontro de Vaz Lobo, vem sendo assaltada semanalmente por bandidos fortemente armados.

Wanderlei Rodrigues da Conceição, 75 anos, era vizinho da padaria e tomava café todos os dias no mesmo horário. Ele foi atingido com dois tiros na perna e morreu a caminho do hospital. Há 28 anos, na mesma padaria, o irmão de Wanderlei foi morto durante um assalto.

Foto: Maíra Coelho / Agência O Dia
Como o irmão, idoso foi morto no mesmo local | Foto: Maíra Coelho / Agência O Dia

“Estou vivendo o drama de novo”, lamentou Valdecir da Conceição, 45 anos, filho da vítima. “Entram na padaria com pistolas e fuzis. Reclamaram que tinha pouco dinheiro no caixa e ameaçaram matar todos”, lamentou o dono, João Caetano, 63 anos, que chegava na hora do assalto, às 7h. “Não tinha muito dinheiro porque estávamos abrindo”, explicou.

Segundo testemunhas, os tiros que acertaram Wanderlei partiram de um confronto entre grupos rivais. Os quatro assaltantes foram surpreendidos por bandidos, que passavam de carro. “Um assaltante reconheceu os rivais e atirou”, contou um morador.

Onda de violência no bairro

Em uma semana, pelo menos cinco lojas da região sofreram ataques. “É guerra urbana. A briga entre as facções chegou ao asfalto”, se queixa uma moradora. Policiais do 41º BPM (Irajá) explicaram que os conflitos são tentativas de tomada do Morro do Juramento.

Cansados da onda de violência no bairro, os donos da padaria há 34 anos querem vender o estabelecimento. Nos últimos três meses, o comércio foi transferido da Av. Vicente de Carvalho para a Rua Calumbi, a menos de um quilômetro, por causa das obras da Transcarioca.

“Quero sair do Rio o quanto antes, não aguento mais a violência. Com assaltos, perdemos mais de 30% da clientela”, disse João Caetano.


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!