Índios liberam rodovia e suspendem cobrança de pedágio

27/09/2012 08:41

Escrito:Welington Sabino, Fonte:GD

 

Site JRegional
Indígenas suspenderam o bloqueio e cobrança de pedágio na MT-170 após conseguirem um ônibus para transportá-los até Cuiabá

Após conseguirem meios para se deslocarem até Cuiabá ainda na tarde desta quarta-feira (26) os índios da etnia Enawenê Nawê liberaram a rodovia estadual MT-170 e suspenderam a cobrança de pedágio de condutores iniciada nesta terça-feira (25). Na Capital eles vão se reunir com Superintendência de Assuntos Indígenas de Mato Grosso para discutir as reivindicações feitas por cerca de 700 índios da aldeia Halaytakwa, em Juína (735 Km a noroeste de Cuiabá).

De acordo com a superintendente de Assuntos Indígenas de Mato Grosso, Janaina de Oliveira, a prefeitura de Juína juntamente com a Polícia Militar disponibilizou um ônibus aos índígenas que organizaram uma composta por 40 membros para tentar resolver o impasse. Na verdade, o objetivo dos índios é conseguir meios para se deslocarem até Brasília onde pretendem cobrar a implantação de um posto de saúde para atender a comunidade indígena, reestruturação da farmácia e a criação de uma estrada de acesso ao município de Juína. Por isso decidiram cobrar pedágios entre R$ 30 e 100 de condutores que trafegavam pela rodovia estadual.

Conforme a Fundação Nacional do Índio (Funai) de Juína, a Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), vinculada ao Ministério da Saúde, se comprometeu em fixar um posto de saúde para atender os índios no início de 2012, o que não ocorreu. A farmácia que atende a aldeia está bastante precária e precisa de reparos e por esses motivos eles pretendem resolver o problema em Brasília.


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!