MARCHA INDÍGENA CONTRA RODOVIA SE APROXIMA DA CAPITAL BOLIVIANA

09/10/2011 09:10
Fonte:Escrito por ANSA   
 

LA PAZ, 7 OUT (ANSA) - A marcha indígena que acontece na Bolívia contra a construção de uma rodovia que cortaria a maior reserva florestal do país entrou hoje em Caranavi, a 140 quilômetros da capital La Paz.
   
Os cerca de 2 mil manifestantes estavam escoltados por motos e foram recebidos com aplausos e saudações dos habitantes da cidade.
   
A recepção contrastou com as ameaças prévias feitas pelos produtores de coca de impedir que os índios entrassem no município.
   
A marcha chegou à localidade no meio da manhã de hoje, depois de avançar 20 quilômetros, deixando à margem o prefeito do partido governista Movimento ao Socialismo (MAS)...
   
Os moradores saíram ao encontro dos índios na cidade de Sapecho, 20 quilômetros antes de Caranavi, onde entregaram a eles cobertores, roupas, alimentos e medicamentos, já que a partir de agora se iniciará a subida até os 3.600 metros de altitude de La Paz.
   
"Esta extraordinária recepção nos enche de assombro e de felicidade. Agradecemos a solidariedade de nossos irmãos", declarou Adolfo Chávez, principal dirigente indígena do oeste da Bolívia.
   
Por sua vez, uma das moradoras que deram as boas-vindas aos manifestantes Daniela Alvarez criticou o fato das mortes de dois estudantes durante a repressão policial contra a marcha não ter sido esclarecida. Ela ainda agradeceu "aos nossos irmãos pelo sacrifício que voltou a unir o nosso povo".
   
Os habitantes de Caranavi estradas há um ano exigindo que o presidente Evo Morales cumpra uma promessa eleitoral de instalar uma processadora de cítricos na cidade.
   
Contrários aos moradores, o dirigente dos cocaleiros, Sonforiano Cusi, declarou que os manifestantes "não são bem-vindos" porque "são utilizados politicamente". (ANSA)

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!