Mato Grosso lança a campanha de vacinação

27/04/2012 07:59

 

A dose da vacina diminui o risco de doenças respiratórias agudas

 

Pedro Alves Ses/MT

 

A dose da vacina diminui o risco de doenças respiratórias agudas

Fonte:SECOM/MT 
 

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) juntamente com o Ministério da Saúde lançam a 14ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, de 05 a 25 de maio de 2012, sendo 05 de maio, o dia de divulgação e mobilização nacional. 

Nesta campanha, deverão ser vacinados: idosos com 60 anos e mais de idade, trabalhadores de saúde das Unidades que fazem atendimento para a influenza, povos indígenas, crianças na faixa etária de seis meses a menores de dois anos e as gestantes. O slogan da campanha é, “Proteger é cuidar. Vacinação contra Gripe”. 

A meta de Mato Grosso é vacinar 239.626 mil idosos de 60 anos e mais de idade, 72.702 crianças de seis meses a menores de dois anos, 36.416 gestantes, 39.021 profissionais de saúde, 37.451 indígenas num total de 425.216 pessoas. O Ministerio da Saúde disponibilizará 465 mil doses da vacina para Mato Grosso. 

A gerente de imunização da SES, Francisca Vieira Gonçalves, disse que antes a campanha era disponibilizada apenas para a população idosa, mas desde 2011, foi estendida para outras partes da população que também são mais vulneráveis ao vírus da gripe, informou a gerente. 

O Dia “D” da vacinação acontecerá no dia 05 de maio. Neste dia, além da vacinação que acontece nos postos de saúde do Estado, também serão montados postos de vacinação em lugares estratégicos das cidades como em escolas, creches e centros comunitários. “Temos que vacinar o maior número de pessoas possíveis e para que isso seja possível, será feito um esforço concentrado para alcançar o maior numero de público. Iremos realizar uma ampla ação para que todas as pessoas possam ter acesso à vacina. Além dos postos fixos iremos dispor de unidades instaladas em locais de fácil acesso a comunidade”, salientou Francisca Vieira, gerente de imunização da SES. 

A estrutura da campanha será composta de 815 postos de vacinação, 302 veículos e 4.300 recursos humanos que irão atuar diretamente na campanha de vacinação. 

A gerente ressalta que é de suma importância a população contemplada na campanha procurar os postos de saúde para ser vacinada. O motivo é que o vírus da gripe muda de ano a ano, e as vacinas acompanham essa mudança para terem eficácia no combate ao vírus. “Muitas pessoas deixam de procurar os postos de vacinação pensando estarem imunes ao vírus por terem se vacinado em anos anteriores, contudo a vacina só tem validade no corpo humano por um ano, pois o vírus da gripe está em constante mudança sendo necessária então a vacinação anual, para estar completamente livre da gripe causada pelos vírus da Influenza constante na composição da vacina”, disse a gerente. 

A vacina contra gripe é de graça e não faz mal nenhum. A dose diminui o risco de outras doenças respiratórias agudas, como pneumonia, reduzindo também os riscos de internação e até de morte. Outro detalhe importante é que a vacina não provoca gripe. Quando isso acontece é porque a pessoa já estava contaminada pelo vírus e não houve tempo suficiente para a ação da vacina ou é apenas um resfriado. A vacina não provoca reações muito embora algumas pessoas possam apresentar sintomas alérgicos leves e que desaparecem entre 24 e 48 horas. 

Não devem ser vacinadas pessoas que já tenham apresentado reações alérgicas graves (hipotensão ou choque associado à edema de face e sensação de sufocamento) à dose anterior da vacina e à proteínas do ovo. 

O QUE É – A gripe é uma doença infecciosa do sistema respiratório, de natureza viral e altamente contagiosa, podendo apresentar desde uma forma leve e de curta duração até formas clínicas graves e complicadas. O vírus influenza é disseminado pelas vias respiratórias, pela qual os indivíduos infectados o transmitem por meio de gotículas: ao falar, espirrar ou tossir. O período de incubação após o contágio varia de um a quatro dias após a transmissão. 

A forma e a gravidade da gripe variam muito. O início é abrupto, com sintomas clínicos sistêmicos como febre alta, calafrios, mialgia, cefaleia e mal estar. À medida que os sintomas clínicos diminuem, os respiratórios como dor de garganta, tosse seca, coriza e congestão nasal predominam, durando poucos dias, exceto em casos que se complicam. 

Algumas das complicações severas da gripe são pneumonia e bronquite. No País, a frequência de complicações da gripe na faixa etária de 60 a 69 anos é de 40%, percentual que aumenta para 80% a partir dos 70 anos. 

A gerente de imunização da SES reforça ainda que as pessoas contempladas com a vacina deverão procurar os postos de vacinação a partir do dia 05 de maio. 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!