Medo impera na região onde pastor se perdeu durante fuga

16/06/2011 06:30

Uma região dominada pelo medo. O pastor Sebastião Souza Damasceno, desaparecido desde sábado, 11, no município de Juína, Noroeste do Estado, após sofrer uma emboscada por conta da disputa de terras, tentou obter ajuda das pessoas por onde passou enquanto esteve em fuga. Em vão! Ninguém o recebeu, temendo sofrer represálias. Nesta quarta-feira, ele contou parte do seu drama, em uma entrevista ao jornalista Ivan Pereira, de Juina. “Eu chegava nas casas e eles diziam: sai, vai embora” – frisou.

 O pastor foi encontrado muito debilitado e estava delirando. Ele foi encaminhado ao hospital e começou  ser ouvido pelo delegado José Carlos de Almeida Júnior. O pastor é morador da cidade de Brasnorte e visitava o irmão Zenildo Souza Damasceno, dono de um lote no assentamento Vale do Junião. No sábado, os dois irmãos se esconderam na mata com medo de represália, em razão de disparos de arma de fogo na propriedade rural.

 A Polícia constatou, que  no lote de Zenildo, o carro estava com os vidros quebrados e sinais de tiro. Na mata, os dois teriam se separado e o pastor ficou perdido até esta manhã. O irmão do pastor, no sábado, fez a comunicação do desaparecimento na Delegacia da Polícia Civil.

De acordo com o delegado, José Carlos de Almeida Júnior, a ocorrência, envolvendo o pastor teria iniciado, na sexta-feira (10.06), quando dois assentados tiveram uma discussão em relação à posse da terra. Um grupo de pelo menos dez assentados procurou a Delegacia, mas o caso foi encaminhado à Defensoria Pública. Em relação a suposta ameaça sofrida pelos assentados, não houve representação criminal.  

 A Polícia Civil instaurou um inquérito policial para apurar o crime de disparo de arma de fogo no lote do assentamento rural.

Fonte:24HorasNews


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!