Novo comandante diz que quer resgatar imagem da PM do Rio

30/09/2011 09:03

Fonte:Folha Online

O coronel Erir Ribeiro da Costa Filho, 54, novo comandante da Polícia Militar do Rio de Janeiro disse nesta quinta-feira que vai trabalhar para resgatar a imagem da PM. "Essa não é a primeira crise pela qual a polícia passa, mas, se Deus permitir, poderá ser última", afirmou durante anúncio de sua nomeação.

Ele assume a vaga deixada por Mário Sérgio Duarte, que pediu exoneração ontem, após a prisão do tenente-coronel Cláudio Luiz de Oliveira, suspeito de ser o mandante da morte da juíza Patricia Acioli, em agosto. Oliveira era homem de confiança de Mário Sérgio Duarte, que foi o responsável direto por sua nomeação para o comando do 22º Batalhão, na Maré.

O novo comandante ocupou vários comandos na PM do Rio é reconhecido por ser linha dura. Com 54 anos, ele é o coronel mais antigo em atividade hoje na Polícia Militar.

Em 2003, quando comandava o 4º Batalhão da PM, Costa Filho denunciou o então secretário estadual de esportes, Chiquinho da Mangueira, por envolvimento com traficantes e por conta disso foi exonerado do cargo.

Sobre o episódio, Costa Filho afirmou que não podia deixar seus princípios de lado e disse que tem a "obrigação de atender a todos e seguir a lei e exigir isso de seus comandados".

O novo comandante já afirmou que pretende modificar a corregedoria da polícia. "A PM já me conhece e com certeza já está dizendo por aí até o que eu vou fazer."

Com a nomeação de Costa Filho, o coronel Alberto Pinheiro Neto assume o Estado Maior Operacional da PM do Rio, o segundo maior cargo na hierarquia da corporação. Ele foi comandante do Bope (Batalhão de Operações Especiais) e trabalhava no gabinete do ex-comandante da PM. Pinheiro Neto vem substituir o coronel Álvaro Garcia que ainda não tem destinação definida.


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!