Para presidente, Mato Grosso tem a melhor soja do mundo

05/09/2011 08:56

A presença de empresários chineses interessados em investir em Mato Grosso acompanhando a expedição fronteiras com o governador Silval Barbosa (PMDB) e que já sinalizaram por investimentos em um novo trecho de ferrovia cortando o Estado de Norte a Sul é a mais clara demonstração de que o momento é o do Estado que se destaca pela produção do agronegócio, principalmente a soja.

"É um incentivo sem precedentes e se tudo der certo o Estado quer ter os chineses, bem como outros investidores como parceiros na implantação de uma logístcia eficiente e que permita a nós duplicarmos nossa produção gerando riquezas, dividendos, empregos e renda", disse ontem o governador Silval Barbosa por telefone especialmente para o GD.

O governador ponderou que é importante que o Mundo conheça Mato Grosso e sinta o seu crescimento de forma vertiginosa para compreender que cada investimento realizado aqui é certeza de retorno, e o mais importante ainda, só utilizados 8% de nossas áreas agricultáveis e temos condições de ampliar a produtividade e o volume da produção sem que nenhuma área de mata nativa seja atingida. "Queremos e vamos continuar na busca do desenvolvimento sustentável, preservando nossas riquezas ambientais, mas buscando melhores maneiras de produzir e de potencializar os produtos mato-grossenses", disse o governador satisfeito com as obras das rodovias federais que ele pediu ao vice-presidente, Michel Temer que não sejam paralisadas.

Silval fez questão ainda de lembrar que recentemente recebeu outros empresários interessados na produção agrícola e de se tornarem investidores em Mato Grosso e afiançou: "o salto no desenvolvimento de Mato Grosso será espetácular, constante e sempre crescente nos próximos 50 anos", frisou o governador Silval Barbosa.

Recentemente em palestra em Alto Taquari o presidente executivo da empresa chinesa Hopefull & Holding Corp Ltda e Correspondente DTN da China, Lin Tao declarou que: "A melhor soja do mundo é de Mato Grosso". No segundo trimestre deste ano, o executivo esteve no município de Alto Taquari (486 km de Cuiabá), onde ministrou palestra durante etapa do 6º Circuito Aprosoja - Associação dos Produtores de Soja e Milho do Estado (Aprosoja/MT). A afirmação foi feita após os indicadores apontarem que no período de 2010/11, o Brasil colheu a maior safra de sua história, estimada em 73,6 milhões de toneladas.

O executivo levou em consideração que 80% de todo grão mato-grossense é transportado via trem até aos portos brasileiros. Apesar de o Circuito Aprosoja acontecer também nos estados do Paraná, Rio Grande do Sul, Goiás e Bahia, Lin Tan destacou a qualidade da soja produzida nos Estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Para ele, o teor de óleo da soja do Estado é superior a média mundial. No caso mato-grossense, o teor de óleo chega a 20% contra 18% da média mundial. Para os valores proteicos, os indicadores são ainda mais satisfatórios. São 36%, contra 34%. "É tudo o que precisamos, é tudo o que nós queremos", disse.

Lin Tan é mestre em agronomia e PhD em Economia Agrícola, possui larga experiência em pesquisas pela Universidade Agrícola da China e projetos privados para empresas multinacionais e organizações internacionais. "A soja brasileira tem um alto valor proteico. Tem um alto teor de óleo. É o que a gente precisa, principalmente nós que processamos o grão de soja. Se compararmos a soja brasileira com a soja americana, diria até que a soja americana é inferior. Acredito que, em breve, o Brasil vai ser o país que mais exporta soja para a China", ressaltou.

Fonte:Gazeta Digital


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!