PF transfere 14 presos em operação contra tráfico para Cuiabá

27/11/2011 08:21

A Polícia Federal em Mato Grosso transferiu na tarde deste sábado as 14 pessoas presas na Operação Mahyah de Cáceres para a Penitenciária Central do Estado, em Cuiabá. A transferência envolveu cinco mulheres que estavam presas na unidade prisional de Araputanga e nove homens encarcerados na unidade prisional de Cáceres.

O delegado Leonardo Caetano, que coordena o caso, tomou a decisão após denúncia anônima de que os presos tentariam uma fuga com auxílio de pessoas ainda não identificadas na investigação. Os presos passaram por exames de corpo de delito antes de ingressar na penitenciária.

A Penitenciária Central é a unidade de segurança máxima de Mato Grosso. O presídio possui a maior estrutura do Estado, além de ser mais preparado contra fugas. A prisão preventiva decretada pelo Juízo da Comarca de Porto Esperidião/MT tem validade de 30 dias, prazo também de conclusão do inquérito.

Operação Mahyah
A Operação Mahyah de combate ao tráfico de drogas foi realizada nesta sexta-feira e até o fim do dia prendeu 38 pessoas em 11 estados. Também foram apreendidos 15 veículos, um jet ski, sete armas de fogo, munições e mais de R$ 12 mil em espécie. A PF ainda encontrou numa das casas 8,4 kg de pasta-base de cocaína.

A expressão Mahyah deriva de um dialeto siciliano e do árabe. No primeiro, significa máfia. Já em árabe, quer dizer audacioso. O principal líder da quadrilha ¿ cujo nome tem origem italiana, morava confortavelmente em Porto Esperidião e coordenava diretamente a quadrilha. Na operação, foram presos ele, a mulher, três filhos e o genro.
 


Fonte: Terra


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!