Polícia indicia mãe que jogou recém-nascida no lixo

11/04/2012 07:19

 

Daniele de Almeida, 19, escondeu que estava grávida; ela teve a criança dentro de banheiro

 

MidiaNews/Reprodução

 

Delegada Sílvia Pauluzi, da DHPP, indiciou Daniele pela morte da filha recém-nascida

Autor:KATIANA PEREIRA
Fonte:Mídia News

A Polícia Civil autuou a jovem Daniele Santana de Almeida, 19, que jogou a filha recém-nascida no cesto de lixo do Hospital São Lucas, em Várzea Grande. 

Laudos da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec/MT) mostram que o bebê, de aproximadamente sete meses de gestação, nasceu vivo e morreu por não receber cuidados médicos. 

A Polícia informou que Daniele vai responder por homicídio simples, por ter assumido o risco da morte do filho, já que ela estava em uma unidade hospitalar e não promoveu cuidado ao bebê. 

O recém-nascido foi encontrado jogado dentro de uma lixeira por outra paciente da enfermaria. 

À Polícia, Daniele disse que não sabia que estava grávida e que se assustou; por isso, jogou o bebê na lata de lixo. A jovem passou por avaliação psicológica, que mostrou que ela não esta acometida por problemas mentais, ou algum tipo de enfermidade.

Laudos da Politec mostraram que o bebê morreu por insuficiência respiratória, logo após o nascimento. O caso foi investigado pela Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP). 

A delegada Silvia Pauluzi atuou Daniele por homicídio simples. “Diante dos laudos de necropsia e avaliação psiquiátrica, autuei por homicídio. A partir do momento em que ela estava dentro de uma unidade hospital, deveria ter acionado atendimento médico. Provavelmente, essa criança estaria viva. Ela assumiu o risco quando jogou o bebê no lixo e sabia o que estava fazendo”, disse Sílvia. 

Daniele será encaminhada para o Presídio Feminino Ana Maria do Couto May, no bairro Pascoal Ramos, em Cuiabá. 

O caso

Segundo informações da Polícia Civil, Daniele deu entrada no Hospital São Lucas, em Várzea Grande, na noite de segunda-feira (9), se queixando de dores renais. 

Mesmo medicada, as dores não passavam e os médicos solicitaram um exame de gravidez, que deu positivo. 

A jovem teve o bebê no banheiro do hospital e, em seguida, jogou o feto no lixo. O bebê foi encontrado por outra paciente da enfermaria. 

Os médicos constaram que a criança nasceu com sete meses de gestação e pesava 2,6 quilos. 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!