Polícia ouve 15 testemunhas do assassinato de prefeito em MT

10/08/2011 08:53

 

Antônio Luiz César de Castro foi assassinado com sete tiros
Um total de 15 pessoas já prestaram depoimento na investigação do assassinato de Antônio Luis de Castro, prefeito da cidade de Nova Canaã do Norte. Luizão como era popularmente conhecido, foi morto com 7 tiros enquanto participava de uma festa na última sexta-feira (5).

De acordo com as informações repassadas pela Polícia Civil, os dois delegados que foram designados para investigar o caso já ouviram 15 pessoas, entre elas os filhos e a esposa do prefeito.

Os delegados acreditam que o crime foi encomendado e trabalham com as hipóteses de que o crime possa ter ligação com os negócios do prefeito ou pode ter motivações políticas. Nesta segunda-feira (08), os delegados devem continuar as entrevistas com os familiares e servidores da prefeitura também devem ser ouvidos. “Quando abre uma linha de investigação a gente vai até o final para que não gere dúvidas”, disse o delegado Rogério Malacarne. O delegado afirmou que na cidade há muita gente de fora devido a construção de uma usina hidrelétrica.

O crime
Antônio Luiz César de Castro foi assassinado com sete tiros enquanto participava de uma festa na noite desta sexta-feira (5) em um clube da cidade. De acordo com a Polícia Civil, dois homens chegaram em um Gol branco.

Um deles estava encapuzado e teria se certificado que a vítima era realmente seu alvo, perguntando quem era o Luizão. Depois da confirmação o suspeito efetuou os disparos que segundo a polícia foi a curta distância. Os tiros atingiram na região do tórax e nas costas do prefeito.

Segundo a Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), o vice prefeito Vicente Garotto de Medeiros (PMDB) vai assumir o cargo.

Fonte:G1


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!