Prefeito consegue na justiça direito de reassumir administração de Barra

24/12/2011 08:22

Depois de ficar cinco dias (desde o dia 16) afastado da Prefeitura de Barra do Bugres por supostamente ter participado de fraudes na área de saúde, o prefeito Wilson Francelino de Oliveira (PDT) foi reconduzido ao cargo na noite desta quinta-feira (22), por força de liminar.

A liminar foi concedida pelo desembargador Dirceu dos Santos, que julgou pertinente a argumentação da defesa do prefeito, ao alegar e provar que ele não fora citado e nem indiciado na Operação Saúde deflagrada pela Polícia Federal.

Além do afastamento de Wilson Oliveira, a Justiça também havia decretado a indisponibilidade dos bens dele e de mais quatro pessoas que trabalham na prefeitura de Barra do Bugres. A decisão judicial derrubada tinha sido proferida pela juíza de Direito Tatiane Colombo, no dia 16 de dezembro.

A ação do Ministério Público Estadual, que pediu o afastamento de Wilson, foi resultado da "Operação Saúde", realizada pela Polícia Federal em vários Estados do país, em maio deste ano. A investigação consistiu em interceptações telefônicas, quebras de sigilo e obtenção de imagens, entre outros meios investigatórios.

Além de Wilson, forma citados na ação o diretor do Hospital Municipal, Rodrigo Salmazo Martins, o secretário municipal de Administração e Finanças, Iandro Rodrigo Monteiro Amicci, o coordenador de Licitações, José Wilson Pereira Lage, e o farmacêutico da Atenção Básica, Germano Modesto Cagnoni.
 

Autor: Laura Petraglia
Fonte: Olhar Direto


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!