Prefeitos de MT participam de mobilização nesta terça

28/02/2012 08:06

 Royalties e saúde estão entre os assuntos a serem discutidos

Divulgação

 

Cerca de 250 prefeitos de todo o país estarão reunidos nesta terça-feira em Brasília no Congresso

 

Fonte:Mídia News
 

Pelo menos 25 prefeitos mato-grossenses estarão em Brasília nesta terça-feira, 28, para participar da Mobilização Ações e Estratégias 2012. O evento, que deve reunir cerca de 250 prefeitos de todo o país, é promovido pela Confederação Nacional de Municípios (CNM), e liderado pelo presidente da CNM, Paulo Ziulkoski. A proposta é levar ao Congresso Nacional temas como: Royalties do petróleo, Saúde, Finanças e Encerramento de Mandato.

Em relação aos royalties, os prefeitos reivindicam a aprovação do Projeto de Lei (PL) 2.565/2011, que redistribui os recursos arrecadados com a exploração do petróleo. Para o presidente da Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul (Assomasul), Jocelito Krug, o movimento ocorre em momento oportuno e deve ser um instrumento para sensibilizar os parlamentares a maior atenção às propostas municipalistas.

O presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), Meraldo Figueiredo Sá, também confirmou presença na mobilização. Ele salientou a importância da participação dos prefeitos na retomada da pauta de reivindicação que visa ao atendimento de antigas demandas das prefeituras. “Vamos dar continuidade a nossa mobilização e cobrar o atendimento de questões de grande relevância para as prefeituras”, assinalou.

Entre os milhares de gestores esperados, diversos sul-mato-grossenses já confirmaram participação. De acordo com o presidente da Assomasul, Jocelito Krug, os prefeitos devem se unir neste primeiro movimento do ano quando o Congresso volta a debater matérias de interesse dos Municípios.

Gestores de Goiás também participarão da atividade. E o presidente de Associação Goiana de Municípios (AGM), Marcio Cecílio, também salientou a importância do evento. “Estaremos reunidos para discutir assuntos de extrema importância, e vamos cobrar aquilo que foi prometido para 2011”, ponderou. O representante estadual reafirmou a declaração de Ziulkoski de que a Câmara precisa votar a distribuição dos royalties este semestre, conforme foi divulgado pela Casa.


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!