Presidente da Petrobras defende reajuste nos combustíveis

17/06/2012 09:25

 

A presidente da Petrobras, Maria das Graças Foster, reafirmou a necessidade de a petroleira reajustar o preço dos combustíveis, mas não definiu data para as medida.


De acordo com ela, a necessidade existe mesmo com o preço do barril do tipo Brent ter caído nos últimos dias. Também disse que a alta do dólar para patamares de cerca de R$ 2 manteve a defasagem do preço cobrado pelo petróleo cru para o valor dos combustíveis no Brasil.

"Se o Brente caiu e o dólar, que vinha de R$ 1,60 a R$ 1,65, está em torno de R$ 2, então é necessário que haja esse reajuste. Mas não posso dar uma data", afirmou Graça em palestra na na abertura do Fórum de Sustentabilidade Corporativa, evento da Rio+20 organizado pela ONU.

Graça disse que o Conselho de Administração da petroleira se reúne semanalmente para avaliar o impacto dos combustíveis na geração de caixa da companhia.

"Todas as semanas nós trabalhamos com o Conselho de Administração a questão da defasagem [do preço da gasolina em relação ao do petróleo], que continua muito próxima de quando o brent estava em US$ 125 e o dólar R$ 1,65", afirmou.

Com relação à redução das metas de produção a despeito do aumento dos investimentos em exploração no plano de negócios 2012-2016, Graça não comentou. Segundo ela, haverá uma coletiva de imprensa para detalhar o plano no próximo dia 25.
 


Por: LUCAS VETTORAZZO
Fonte: FOLHA ONLINE


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!