Queda de avião mata Antônio do Amaral e mais dois amigos

15/01/2012 11:06

O ex-presidente da Assembléia Legislativa de Mato Grosso, Antônio Carlos Lopes do Amaral, de 60 anos, é uma das três vítimas fatais da queda de um avião de pequeno porte de prefixo PR-RGF 7A36, que caiu na manhã de ontem no Sítio São Paulo, comunidade São Francisco, a 20 quilômetros de Cáceres. Amaral era o proprietário do avião e o estava pilotando. O acidente aconteceu às 8 horas da manhã e também matou as duas pessoas que acompanhavam o ex-deputado.

Viajavam com ele um amigo de Santa Fé do Sul, cidade do interior paulista, conhecido como Vitório Quarentão (até a tarde de ontem o nome completo ainda não havia sido levantado pela Polícia Técnica), e o contador João Batista Paulo do Carmo, de 28 anos, de Pontes de Lacerda, conhecido como "João do Alpha".

João estava indo para Santa Fé trabalhar com Amaral. Eles saíram de Pontes e Lacerda pela manhã e tinham como destino a cidade de Santa Fé do Sul.

Amaral foi deputado em MT entre 1987 e 1991, presidente Mesa Diretora de 1989 a 1991 e presidiu a Assembléia Constituinte de 1989. Ele era engenheiro agrônomo e tinha fazenda em Pontes e Lacerda. Ali mora um de seus três filhos que desistiu de entrar no avião na última hora. Segundo familiares, ele fazia a viagem com frequência e estava na fazenda desde quarta-feira.

Sitiantes da região contaram que ouviram o avião ter três falhas no motor, em pouco espaço de tempo, e depois cair em parafuso, numa planície alagada com cerca de 30 centímetros de água. Pedaços dos destroços ficaram espalhados num raio de 60 metros. Os peritos tiveram a ajuda dos sitiantes para fazer as buscas.

"Visualmente é impossível o reconhecimento. Só mesmo através do DNA", explicaram.

Amaral tem uma irmã em Cáceres, a empresária Maridalva Amaral Vignardi, que é proprietária de uma emissora de rádio. A família informou que o corpo dele e do amigo Vitório serão trasladados para Santa Fé do Sul de avião, hoje de manhã. O corpo do contador será levado para Pontes e Lacerda.

Hoje uma equipe do Departamento de Aviação Civil chega a Cáceres para começar a investigar a causa do acidente. Amaral deixa esposa e três filhos. João Batista era solteiro.


Autor: CLARICE NAVARRO DIÓRIO
Fonte: Sucursal de Cáceres


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!