Saúde reforça vacinação contra gripe suína; MT tem 3 casos

19/05/2012 11:59

 

Um garoto de nove anos continua internado; duas mulheres que foram infectadas tiveram alta

 

Divulgação

 

Vigilência Sanitária reforma chamamento para vacinação contra a gripe suína

Autor;KATIANA PEREIRA

Fonte:DA REDAÇÃO

A Secretaria de Estado de Saúde emitiu, nesta semana, alerta à população para se vacinar contra o vírus da gripe H1N1, a denominada gripe suína. Segundo dados oficiais, nos últimos 45 dias três pessoas tiveram o diagnóstico da gripe confirmados na área metropolitana de Cuiabá. 

Uma das vítimas é uma mulher de 26 anos, moradora de Cuiabá, que não tinha histórico de vacinação; outra, de 21, é moradora de Várzea Grande. Um menino de nove anos, que reside na região do Coxipó, é a outra vítima. As mulheres ficaram internadas, mas já receberam alta. O menor segue internado do Pronto-Socorro da Capital. 

A gerente de Vigilância em Doenças e Agravos Endêmicos, Valéria Cristina da Silva, informou que os casos de gripe são comuns, nesta época do ano. “Esses casos estão dentro do número esperado. Neste período chuvoso e de mudança de temperatura, aumentam as ocorrências", disse. 

Devido ao aumento nos casos da gripe H1N1 e gripe comum, chama a atenção para a campanha de vacinação de 2012. O tema é “Proteger é cuidar. Vacinação contra Gripe”. 

Deverão ser vacinados os idosos com 60 anos e de mais de idade, trabalhadores de saúde das unidades que fazem atendimento para a influenza, povos indígenas, crianças na faixa etária de seis meses, menores de dois anos e as gestantes. 

A SES lembra que Cuiabá conta com duas unidades da Rede Sentinela, que monitoram todos os pacientes que apresentam sintomas da H1N1, que são febre, tosse e secreção. O atendimento às vítimas segue a recomendação do Ministério da Saúde. 

O paciente que for diagnosticado com a H1N1 vai receber gratuitamente o medicamento antiretroviral Tamiflu, dentro do Sistema Único de Saúde (SUS). 

Vacinação 

A meta de Mato Grosso é vacinar 239.626 mil idosos de 60 anos e mais de idade, 72.702 crianças de 6 meses, menores de 2 anos, 36.416 gestantes, 39.021 profissionais de saúde, 37.451 indígenas num total de 425.216 pessoas. O Ministério da Saúde disponibilizará 465 mil doses da vacina para Mato Grosso. 

Segundo a gerente de Vigilância em Doenças e Agravos Endêmicos,  até o momento, foram vacinados no Estado 140.197 pessoas, o que significa 32% da meta de 425.216 pessoa a serem vacinadas. Desse total, 30.129 crianças foram vacinadas, 9.901 trabalhadores da saúde, 11.919 gestantes, 1.592 Índios e 87.366 Idosos. O município de Cuiabá já vacinou um total de 20.325 pessoas. 

Gripe H1N1 

A gripe é uma doença infecciosa do sistema respiratório, de natureza viral e altamente contagiosa, podendo apresentar desde uma forma leve e de curta duração até formas clínicas graves e complicadas. O vírus influenza é disseminado pelas vias respiratórias, pela qual os indivíduos infectados o transmitem por meio de gotículas: ao falar, espirrar ou tossir. O período de incubação após o contágio varia de um a quatro dias após a transmissão. 

A forma e a gravidade da gripe variam muito. O início é abrupto, com sintomas clínicos sistêmicos como febre alta, calafrios, mialgia, cefaleia e mal estar. À medida que os sintomas clínicos diminuem, os respiratórios como dor de garganta, tosse seca, coriza e congestão nasal predominam, durando poucos dias, exceto em casos que se complicam. 

Algumas das complicações severas da gripe são pneumonia e bronquite. No País, a frequência de complicações da gripe na faixa etária de 60 a 69 anos é de 40%, percentual que aumenta para 80% a partir dos 70 anos. 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!