Sepultadas em Curvelândia as sete vítimas do acidente da MT-175

05/10/2012 07:57

Fonte: Diário de Cáceres

 

Sepultadas em Curvelândia as sete vítimas do acidente da MT-175
arquivo

Foram sepultados na tarde de ontem(04/10/2012) as sete vítimas do acidente ocorrido na noite de quarta-feira(03/10) na MT-175 que liga o município de Curvelândia (275 km da capital) a BR-174 no distrito do Caramujo, município de Cáceres.

 

O acidente aconteceu a três quilômetros de Curvelândia. Um ônibus que transportava 40 estudantes que fazem faculdade em Cáceres parou ao avistar um motociclista e um ciclista caídos na pista.

 

Todos desceram para socorrer. Atrás do ônibus, parou uma camionete S-10 e uma moto. O ônibus estava com o alerta ligado, já estava escuro e chovia. Os estudantes estavam próximos a pista e foram atingidos por outra camionete S-10, que bateu na moto, atingindo seu condutor, bateu na camionete stacionada, e ainda atropelou outras 14 pessoas.

Seis morreram no local e outra cinco horas depois do acidente, na UTI do Hospital Regional.
Das sete vítimas, cinco eram universitários, quatro rapazes que estudavam na Fapan e um que estudava na Unemat.

 

Morreu também o secretário de Educação do município de Curvelância, Gilson Goloni,50, que havia se acidentado primeiro com sua moto, atingindo um ciclista que atravessou a pista. A outra vitima foi João Esteves, conhecido como João Preto, que era o condutor da outra moto.
Gilson foi velado em sua residência, numa chácara nas proximidades de Curvelândia. Os outros foram velados na Escola Estadual Boa Esperança. Todos eram de Curvelândia.

Os universitários tinham idades entre 26 e 19 anos. O clima na cidade era de comoção. O condutor da S-10, que deixou o local, foi encontrado e está preso em Mirassol D´Oeste.

 

Marcelo Aparecido dos Santos, de 23 anos, é motorista e estava escondido no sítio de seu avô. Ele foi preso em flagrante por homicídio culposo e levado para a Delegacia de Mirassol D´Oeste.

Ao delegado Walfrido Nascimento, ele afirmou que dirigia a 110 km/hora e viu o sinal de alerta do ônibus, mas não imaginou que havia pessoas na pista. O delegado arbitrou fiança no valor de vinte salários mínimos, que ele alegou não ter condições de pagar, sendo encaminhado para a cadeia local.


"A mãe do motorista estava como passageira na ocasião e nenhum deles sofreu ferimentos. O condutor abandonou o veículo no local do acidente e fugiu para um assentamento rural, onde foi preso na madrugada desta quinta por policiais militares. A mãe dele foi retirada do local minutos depois por outras pessoas.


O delegado ressalta que vai investigar quem são as pessoas que auxiliaram na fuga do condutor para o assentamento rural. Questionado no depoimento sobre o assunto, o rapaz não respondeu. Ele afirmou à polícia que fugiu por medo da reação dos familiares das vítimas que foram até a rodovia quando souberam do acidente.


O motorista é morador da cidade de Curvelândia e trabalha com representação comercial. Ele foi preso e encaminhado para a Cadeia Pública de Mirassol D’Oeste, sem direito a pagamento de fiança.

Conforme a polícia, ele não possui passagens policiais por outros crimes. O condutor fez o teste de bafômetro, no momento em que foi preso e, de acordo com o delegado, a possibilidade de que estivesse embriagado foi descartada."("G1 MT")
As vítimas:
Além de João Estevão e Gilson Goloni (50), morreram os universitários da Fapan Welvis Coelho Flamini,26 anos(Administração); Davi da Silva Rocha,22 anos(Administração); João Deneir Ferrera,20 anos (Sistemas de Informação) e Adriano dos Reis Zumba, 19 anos(Sistemas de Informação). O outro universitário morto cursava Matemática na Unemat. Trata-se de Fábio dos Santos Laranjeira, de 22 anos.


A cidade de Curvelândia, que tem cinco mil habitantes e fica a 60 km de Cáceres, parou hoje para velar seus filhos. Nada funcionou. Professores, coordenadores e direção da Fapan e Unemat acompanharam o velório e sepultamento. As vítimas receberam inúmeras manifestações de pesar, especialmente dos acolegas de curso e amigos de toda a região. Todas as faculdades de Cáceres decretaram luto oficial por três dias.

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!