Simplesmente, Mãe!

13/05/2012 08:34

 

De todas aquelas que uma mulher pode viver, essa é de longe a mais completa.

Autora: Janine de Oliveira  Fonte: Clique F5
 

Mãe. Três letras simples, mas com uma força incrível. Existem coisas que só se pode mensurar depois de ter vivido. As pessoas podem até tentar contar como é, mas nada como viver cada segundo de uma experiência tão grande quanto Ser Mãe.
De todas aquelas que uma mulher pode viver, essa é de longe a mais completa. Primeiro o corpo, tão individual, pessoal e quase que intransferível deixa de ser seu para dar lugar a uma vida. Até mesmo os efeitos muitas vezes não confortáveis como o enjoo, mal estar e adaptação, são comemorados como a prova de um sonho de menina que se realiza mês a mês. E, nós mulheres, deixamos de beber cerveja, tomar coca cola, agora tudo saudável, pois não estamos somente nos alimentando,  mas o fruto de um amor que ainda não se pode dimensionar, pois ainda não esteve nos braços, está somente criando forma, e nos dando outra silhueta.
Na medida que o filho transforma nosso corpo, muitas coisas mudam. A noção de responsabilidade, os valores, o amor pela vida. E vem as primeiras emoções, exames de ultrassom, acompanhados pelas batidas fortes de um coração tão pequeno, descobrir que seu amor é menino ou menina, não que isso para uma mãe importe, mas molda os sonhos. Não se diz mais o meu bebê, ele passa a ter nome.
Cada roupinha, tudo escolhido com muito cuidado, as primeiras mexidas no ventre, comemoradas como uma grande vitória, conversar com a barriga, contar historinhas, mudar a casa, mudar a mente, enfim, mudar a vida. Uma ânsia tão gostosa, não ver a hora de chegar o grande dia, do encontro com o grande amor de sua vida. Não importa se for o primeiro ou o segundo. Filho é sempre filho. E nada pode ser maior que a força disso. Eles podem crescer, sempre serão nossos pimpolhos.
Uma pesquisa feita nos Estados Unidos, com diversas mulheres com mais de 60 anos sobre memórias de suas vidas, especialistas constaram que nenhuma é tão vívida quanto o momento de nascimento dos filhos. Precisa dizer mais alguma coisa? Nem a ciência duvida.
Ser mãe, é a mais completa personificação de como deve ser o amor. Simples, incondicional e eterno. Se as mães pudessem fazer um pedido, seria que independentemente das escolhas de seus filhos, que eles sejam felizes.
Não importa se no decorrer da vida os filhos erraram em suas escolhas, sempre será a mãe que irá acreditar que ele pode levantar.
Mãe de muitos, mãe de coração, mãe dos que já foram, mãe dos que ainda virão, mãe dos que adoeceram, mãe dos que desapareceram, mãe dos que cairam, mãe dos que foram embora, mãe dos justos, mãe dos ladrões, mãe dos policiais. São tantas as mães que existem, unidas pelo amor.
No domingo será o dia delas receberem um pouco da gratidão pelo tanto que já fizeram e ainda farão. O Diário e o Cliquef5 se junta ao coro de vozes que agradecem e homenageiam a todas as mães.

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!