Soja e milho puxam valor bruto da produção agropecuária de Mato Grosso

04/08/2012 11:16

Fonte:24 Horas News

 

O incremento de produção e o aumento das exportações de soja em Mato Grosso impactaram no valor bruto da produção (VBP) do grão para 2012. O Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) apresentou, nesta sexta (03), um novo número para a cultura no estado. O valor bruto da produção é calculado com base na produção e nos preços praticados no mercado. Os valores foram revisados com relação aos dados divulgados em maio deste ano.

 
Segundo o Imea, o VBP da soja para 2012 atingiu R$ 15,20 bilhões, uma evolução de 5,6% frente ao valor divulgado no mês de maio. No comparativo com o resultado da safra 2010/11, o incremento é de 23,9%. Em 2011 o VBP da soja foi de R$ 12,27 bilhões.
 
O VBP total da agropecuária de Mato Grosso para 2012 está estimado em 33,9 bilhões, 19,5% maior que o ano de 2011, que foi de R$ 28,3 bilhões. O Imea levantou as informações das principais culturas do estado, no caso, soja, milho, algodão, cana-de-açúcar, arroz e também de produtos florestais e da produção e abate de boi, aves, suínos e leite.
 
Os preços comercializados para a soja em 2012 foram mais remuneradores do que em 2011, o que também influenciou no incremento do VBP da oleaginosa. Desde o início do ano, o preço da saca de soja se manteve em um cenário positivo, guiada por uma demanda aquecida do mercado internacional. A média de valores comercializados nesta safra foi 19,3% superior à safra do ano passado.
 
Segundo a analista de conjuntura econômica do Imea, Gemelli Lyra, o resultado do valor bruto da produção da soja poderia ter sido maior ainda, caso ainda houvesse estoque do grão para ser comercializado aos preços praticados atualmente. “O que foi comercializado no mês de julho já foi com preços elevados, com negócios fechados na casa dos R$ 65 a saca”.
 
A safra 2011/12 de soja em Mato Grosso já está 99,7% comercializada. E a analista informa que para o próximo ciclo os produtores já comprometeram 57,5% do que vão colher em 2013.
 
MILHO – O destaque do VBP de Mato Grosso foi o milho, que mais que dobrou com relação ao ano passado. O Imea divulgou que o cereal tem previsão de fechar 2012 com um valor de R$ 4,5 bilhões, 101% a mais do que o ano anterior. “Aumento da área em 43%, produtividade revisada para cima, com cerca de 100 sacas por hectare e uma super segunda safra foram os influenciadores no indicativo”, afirmou Gemelli Lyra.
 
O gestor do Imea, Daniel Latorraca, destacou que o Imea ainda vai revisar os dados do VBP para o segundo semestre do ano. E o instituto estima que os valores para o milho tendem a aumentar. “Temos 70% desta safra já comercializada, porém os 30% restantes da produção, se continuar a ser vendido na casa dos R$ 21 a saca, teremos com certeza um incremento neste valor”.
 
MAIS EMPREGO E RENDA – O incremento no VBP da agropecuária em Mato Grosso impacta também na economia dos municípios do estado. “É mais dinheiro circulando na economia destas cidades, trazendo desenvolvimento e riqueza para todos”, destacou o diretor executivo do Sistema Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), Seneri Paludo.
 
Com o aumento na produção de soja e milho, o Imea estima que serão abertos 33 mil novos postos de trabalho em Mato Grosso, entre empregos diretos, indiretos e induzidos, no período entre o segundo semestre deste ano e todo o ano de 2013. A analista Gemelli Lyra afirmou que estes novos postos representarão cerca de 38% de toda a mão-de-obra empregada atualmente na agropecuária em Mato Grosso. “Só para ter uma ideia da dimensão, somente a soja e o milho empregarão o mesmo volume de trabalhadores que a construção civil emprega no estado”, explicou.

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!