TIM prevê redução de 3% nas reclamações

05/08/2012 10:27

 

Até o fim do ano, a empresa pretende  diminuir em apenas 3% o índice de reclamações, chegando a 25% no fim do próximo ano e alcançando 44% em 2014

Fonte:Agência Estado

 

O plano da TIM para investimentos em melhoria da qualidade dos serviços prevê a redução em 44% até 2014 do índice de reclamações. A proposta aprovada pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) permitiu à operadora voltar a vender novas linhas nesta sexta-feira em 18 Estados e no Distrito Federal, após 11 dias de suspensão.

De acordo com documento divulgado no site do órgão regulador, a TIM prevê uma redução de apenas 3% nesse indicador até o fim de 2012, chegando a 25% no fim do próximo ano e alcançando 44% em 2014. Segundo a companhia, a medida cautelar que suspendeu as vendas terá um impacto negativo no índice geral do terceiro trimestre deste ano, atrapalhando uma queda mais rápida na quantidade acumulada de reclamações.

Especificamente para as reclamações sobre cobertura e congestionamento, a promessa da TIM é reduzir essa taxa - que hoje é de 10,97% do total das queixas - para 9% já no fim deste ano. O plano é chegar a apenas 2% em 2014. Segundo a Anatel, a TIM pretende investir R$ 8,2 bilhões na melhora da infraestrutura e do atendimento nos próximos dois anos e meio.

Para isso, a empresa planeja aumentar significativamente sua rede de cabos ópticos espalhados no País. Até o fim do ano, a rede total da empresa terá 37.678 quilômetros de extensão (27.973 quilômetros para longa distância e 9.705 quilômetros metropolitanos) e a previsão é chegar ao fim de 2014 com 52.962 quilômetros de fibras ópticas (41.308 quilômetros na rede nacional e 11.656 quilômetros nas regiões metropolitanas).

Apesar das dificuldades de instalação de novas antenas por causa de legislações municipais impeditivas, a TIM prometeu ampliar o número de torres dos atuais 12 mil para 14 mil. A companhia também pretende elevar a quantidade de transmissores dos atuais 181 mil para 271 mil. A operadora ressaltou, porém, que esse plano depende da "evolução do marco legal de compartilhamento e licenciamento de infraestrutura".

De acordo com a TIM, atualmente uma parcela de 76% da rede da empresa consegue cumprir as metas da Anatel para o completamento de chamadas e a intenção é enquadrar 82% da rede o fim do ano, levando esse porcentual para 92% até 2014. Em relação a queda de ligações, a empresa alega que atualmente cumpre as metas do órgão regulador em 96% da rede, pretendendo chegar à totalidade dos usuários nos próximos dois anos.

O plano da TIM também se compromete com a melhoria de diversos indicadores específicos do atendimento nos call centers, principalmente para os serviços de internet móvel. Hoje apenas 12% da rede da empresa consegue cumprir as metas da Anatel para o atendimento de reclamações dos usuários em até cinco dias. A companhia prometeu saltar para 57% de conformidade até o fim deste ano e chegar a 93% de cumprimento de metas até 2014.


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!