Três municípios podem ficar sem Samu

01/01/2012 08:26
© Ilustração

Três municípios de Mato Grosso correm o risco de ficar sem o atendimento do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Os médicos que atendem a unidade da região Sul, estabelecidos em Rondonópolis (212 km ao sul de Cuiabá), pediram demissão. Ao todo são 28 profissionais, que reivindicam melhorias salariais e a infraestrutura de trabalho.

O presidente do Sindicato dos Médicos de Mato Grosso (Sindimed), Celso Vargas, explica que os médicos revoltaram-se contra a postura extremista da Prefeitura, que não concedeu nenhuma das exigências da categoria. Entre elas estava a compra de novas ambulâncias. As atuais estão com defeitos, causados pelo desgaste do uso contínuo. Os veículos também trafegam com os pneus carecas, o que aumenta o risco durante o serviço.

Fonte: Do GD


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!