Vacina disponível para quem tem doenças crônicas

05/08/2012 10:36

Secretaria da Saúde de Sorocaba convoca pessoas com esse perfil para imunização contra a gripe A

Escrito:Por LUIZ CAMPOS JR      Fonte:Dia a Dia

Dores pelo corpo, tosse, garganta inflamada, fraqueza e indisposição. Esses são alguns dos sintomas que a costureira Rosa Pireli tem sentido nas últimas semanas e que a fizeram procurar por auxílio médico no Pronto Atendimento da Zona Norte.


A suspeita era de que ela estivesse com gripe, uma doença bastante comum entre a população nesta época de inverno, mas que este ano já matou uma pessoa em Sorocaba. “Me sinto muito mal, às vezes nem posso trabalhar de tanta indisposição e dores”, diz Rosa, que vai precisar  dobrar a atenção para se recuperar. Isso porque ela  também sofre de arritmia cardíaca e está enquadrada no grupo de pacientes com enfermidades que podem levar ao agravamento da gripe e, por consequência, à morte.

Atenta a essa condição especial de alguns pacientes, a Vigilância Epidemiológica de Sorocaba, alerta as pessoas com doenças crônicas que ainda não foram vacinadas contra a gripe para que procurem uma UBS (Unidade Básica de Saúde) e tomem a medicação que previne contra todos os vírus da enfermidade, incluindo o A/H1N1, considerado o mais perigoso.

“Quem tem uma doença crônica, como diabetes, cardiopatias, asma, entre outras, já possui o sistema imunológico debilitado, o que amplia a possibilidade da evolução da gripe para uma pneumonia, por exemplo”, explica o médico infectologista  Carlos Augusto Lazar, da PUC (Pontifícia Universidade Católica) de Sorocaba.

Ainda segundo ele, no caso do vírus da gripe ser o A/H1N1, ou gripe suína, a possibilidade de complicação do quadro do paciente é maior. “Trata-se de um vírus com sintomologia mais agressiva, que deixa o paciente mais debilitado.”

De acordo com levantamento realizado pela Secretaria Estadual da Saúde, 69% dos casos graves de gripe A/H1N1 que evoluíram a óbito, registrados em todo o Estado de São Paulo desde o início deste ano, foram de pacientes com alguma comorbidade ou fator de risco.

“Por isso, a importância de que todas as pessoas com doenças crônicas tomem a vacina contra a gripe”, explica a diretora da Área de Vigilância em Saúde de Sorocaba, Consuelo Matiello. 

Para receber a dose da vacina contra a gripe, o portador de doença crônica deve apresentar na UBS  um documento que comprove o diagnóstico da doença, como uma receita ou laudo médico.

As doses estão disponíveis nas 30 unidades de saúde, de segunda a sexta-feira, durante o horário normal de funcionamento de cada uma delas.

Vacina é o meio mais eficaz de prevenção

Preocupada com a saúde e atenta às recomendações médicas, a aposentada Benedita Conceição Leite, 73 anos, não deixa de se proteger contra a gripe todo ano. 

Em 2012, ela firma ter procurado o Pronto Atendimento da zona oeste ainda em maio, nos primeiros dias do início da campanha nacional de vacinação, para receber a dose anual do medicamento.

“Faz anos que tomo a vacina e nunca me fez mal, pelo contrário, me sinto muito bem”, diz. “Quando estamos em uma idade avançada nosso organismo já não é mais o mesmo e até uma gripe pode nos derrubar. Por isso. acredito ser importante me prevenir de todas as formas possíveis.”

Segundo o infectologista Carlos Augusto Lazar, é exatamente esta atitude da aposentada a melhor forma de evitar o contágio. “Atualmente, as vacinas têm atingido mais de 90% de eficácia contra o vírus da gripe”, explica. “É a melhor forma de prevenção.”.

De acordo com Carlos Lazar, o ideal, no entanto, é que as pessoas sejam vacinadas nos meses anteriores à chegada do inverno para que o medicamento consiga fazer efeito a tempo. “A vacina demora de duas a três semanas para alcançar os níveis de proteção no organismo. Por isso, preconizamos a procura pela vacinação nos meses de abril e maio. E deve ser feita todo ano, já que o vírus tem grande mutação e as vacinas são renovadas.”

Além da vacinação, o médico ainda destaca outras atitudes  que podem evitar o contato com o vírus, que é transmitido de pessoa a pessoa por meio de gotículas liberadas a partir da tosse ou espirro. “Evitar lugares com aglomerados de pessoas e  higienizar sempre as mãos, evitando tocar os olhos e a boca, são algumas formas de se prevenir da doença”, alerta.

Gripe Suína/ Considerado o tipo mais grave da doença, causada pelo vírus A/H1N1, a gripe suína também é combatida pela vacina distribuída nos postos de saúde. “A única diferença entre a gripe comum e a gripe suína, é que a segunda tem possibilidades maiores de evoluir para um quadro mais grave, devido a mutação do vírus”, explica.

Ele, porém, afirma que não há motivos para a população se preocupar com a doença, já que existe tratamento de graça em toda a rede pública de saúde. “Por isso é preciso sempre procurar um médio em caso de sintomas de gripe”, avisa.

O que são  doenças crônicas?
São enfermidades que, apesar de sérias, não colocam em risco a vida
da pessoa em curto prazo, mas comprometem o sistema imunológico.

Quais são elas?
Entre as doenças consideradas crônicas estão as cardiopatias, pneumopatias, hepatopatias, nefropatias e diabetes, além de pacientes classificados como imunodeprimidos, aqueles que possuem o sistema imunológico debilitado devido a doenças como câncer, HIV/Aids, imunodeficiências congênitas ou por terem se submetido a algum 
tipo de transplante.

Quem pode tomar a vacina de graça?
O público-alvo são gestantes, idosos com 60 anos ou mais, crianças a partir dos seis meses e menores de dois anos, indígenas, trabalhadores da saúde e portadores de doenças crônicas.

12.029  
pessoas, portadoras de doenças crônicas, já foram imunizadas na cidade, de acordo com a Vigilância Epidemiológica

82.441 
é o número total de sorocabanos que  tomaram a vacina. O público-alvo, no entanto, é de 92.168 pessoas


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!